A Paraíba o tempo todo  |

Dirigente sindical acusa prefeitura de receber manifestantes com bombas; ato foi sexta

 Bayeux: manifestantes são recebidos com bombas pelo governo Expedito 4, acusa dirigente sindical

Manifestantes que realizaram mais um protesto na noite desta sexta-feira
(5) em Bayeux teriam sido recebidos com bombas por auxiliares do governo
Expedito 4. A acusação foi feita via Facebook pelo professor e dirigente
sindical Josivaldo Albuquerque.

 

“Um fato inusitado ocorreu quando chegamos em frente à prefeitura e
começamos a fazer um ato público chamando a responsabilidade do prefeito
Expedito Pereira diante a situação de caos que se encontra a cidade de
Bayeux e bombas saíam de dentro da prefeitura para induzir a população que
eram os manifestantes, com o objetivo de desqualificar o movimento. Esse
foi o tratamento reacionário e autoritário do Prefeito Expedito Pereira com
os manifestantes, digno dos velhos coronéis da República velha”, postou na
rede social o professor.

 

O protesto saiu da igreja São Sebastião e seguiu pela Avenida Liberdade até
a sede da prefeitura. Dentre as bandeiras de luta dos manifestantes dos
movimentos sociais, populares, estudantis e sindicais melhorias nos
transportes públicos, PASSE LIVRE ESTUDANTIL, fim da corrupção, saúde e
educação.

 

Um novo protesto deve acontecer na próxima quinta-feira (11) em Bayeux e em
todo Brasil.

 


Fotos: Igor Araújo / Bayeux em Foco

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe