Na tarde desta quarta-feira (12), o desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba, Ricardo Vital, determinou a soltura de Breno Dornelles Pahim Neto, preso na última fase da Operação Calvário, no dia 17 de dezembro do ano passado.

A Calvário investiga supostas irregularidades em contratos envolvendo Organizações Sociais e o Governo do Estado na gestão do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho.

Breno, que tem residência no estado do Ceará, após ser determinada a sua prisão, entregou-se na sede da Polícia Federal no estado da Paraíba e encontrava-se recolhido na Penitenciária Média de Mangabeira, em João Pessoa.

Pahim Neto foi denunciado como integrante do núcleo financeiro operacional da suposta organização criminosa. No último dia 25 de janeiro, o Ministério Público Federal deu parecer favorável a sua soltura.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Podemos investe em articulações para garantir candidatura à PMCG

Pré candidata a prefeitura municipal de Campina Grande, a secretária estadual de Desenvolvimento Articulação Municipal, Ana Cláudia Vital do Rêgo, disse que o Podemos está conversando com outros partidos, e…

Análise: Bolsonaro cutuca cão com vara curta. Mas é melhor já ir se acostumando

O presidente Jair Bolsonaro, que há muito vem testando a paciência do povo e das instituições brasileiras, está cutucando o cão com vara curta. Como quem testa se teria condições…