A turnê do novo álbum do cantor e compositor paraibano Chico César chega a João Pessoa, nesta sexta-feira (25). A partir das 21h, o artista de Catolé do Rocha (acompanhado de banda) mostrará as canções do disco ‘O amor é um ato revolucionário’ e também alguns sucessos que marcaram sua carreira.

Os ingressos estão à venda nas lojas Furta Cor (nos shoppings Mag, Sul e Tambiá). A partir das 8h30 desta sexta-feira, também haverá um ponto de venda na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc). Os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), com pagamento em dinheiro (cartões não serão aceitos).

Um estande será montado para a venda de livros e discos de Chico César, inclusive a obra literária ‘Verbos pornográficos’ (com poemas eróticos). O paraibano também é autor de ‘Cantáteis – Cantos Elegíacos de Amozade’ [‘amozade’ mesmo com ‘ó’], além do livro infantil ‘O Agente Laranja e a Maçã do Amor’.

No palco, Chico (voz, guitarra e voz) deverá ser acompanhado da seguinte banda: Helinho Medeiros (teclados), Ana Karina Sebastião (baixo), Gledson Meira (bateria), Simone Sou (percussão), Sintia Piccin (sopros), Richard Fermino (sopros).

Quase 25 anos depois do lançamento do CD ‘Aos vivos’ e depois de ganhar no ano passado o Prêmio da Música Brasileira como melhor álbum pop com o disco ‘Estado de Poesia – Ao Vivo’, Chico César segue com ‘O amor é um ato revolucionário’, nono álbum de inéditas. As 13 faixas de ‘O amor é um ato revolucionário”, letra e música, são assinadas apenas por Chico César.

Gravado entre abril e junho deste ano, nos estúdios Gargolândia (SP), Casa do Mato (RJ), Space Blues (SP) e Etéreo das Recordações de Chita (SP), o álbum tem produção de André Kbelo Sangiacomo e do próprio Chico César, que assina a direção com o também paraibano Helinho Medeiros, pianista de sua banda.

Exceções são as faixas ‘History’ (produzida e arranjada por Márcio Arantes), ‘Pedrada’ (produzida e arranjada por Eduardo Bid) e ‘Eu Quero Quebrar’, que (além da leitura de Chico e banda) ganhou uma versão bônus produzida por André Abujamra.

O disco traz alguns convidados: a adolescente paraibana Agnes Nunes (com quem divide os vocais em ‘De peito aberto’), a pernambucana Flaira Ferro (em ‘Cruviana’) e o guitarrista paulistano Luiz Carlini (na música ‘O amor é um ato revolucionário’).

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB recomenda criação de serviço de acolhimento familiar a 17 prefeitos

O projeto ‘Família que Acolhe’ foi apresentado, esta semana, a prefeitos e representantes de mais 17 municípios da região de Campina Grande. Esses gestores receberam a recomendação ministerial para que…

Governo firma protocolo com empresa para oferta de trabalho para reeducandos

O Governo do Estado avança nas políticas de ressocialização de reeducandos do sistema penitenciário. Nos próximos dias, começa a seleção de 30 apenados dos regimes aberto, semiaberto e em livramento…