Por pbagora.com.br
 
 

A primeira colocada na disputa pela Reitoria da UFPB, professora Terezinha Martins, que não foi nomeada pelo presidente Bolsonaro que resolveu escolher o último colocado, professor Valdiney Veloso, declarou que Valdiney tinha fortes indícios de que seria o escolhido pelo presidente, antes mesmo da eleição acontecer.

De acordo com Terezinha, durante entrevista à rádio Arapuan, o professor a procurou em Bananeiras para que ela fizesse parte da sua chapa declarando que tinha praticamente certeza que ele seria escolhido.

“Quando ele veio montar a chapa dele, ele veio em bananeiras me convidar e ele me reportava que  a nomeação dele já estava quase certa e eu não aceitei pois temos diferentes pontos de vista” declarou a professora.

Terezinha disse ainda que recebeu a notícia da nomeação de Valdiney com indignação.

“Eu recebi com indignação. Como todos sabem obtivemos mais de 9 mil votos, o segundo colocado teve menos da metade e o nomeado teve apenas 900 votos como também na reunião dos conselhos da universidade lá obtivemos 51% dos votos e o nomeado obteve 0% então assim, ficamos bastante indignados, pois representamos o desejo da comunidade universitária. E isso é um processo que atrapalha muito a universidade. a autonomia e democracia universitária são feridos” pontuou.

PB Agora

 

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Promotores de Justiça fazem plantão neste segundo turno em JP

Os promotores de Justiça do Ministério Público da Paraíba que atuam no Ministério Público Eleitoral (MPE) terão equipes de plantão neste fim de semana (dias 28 e 29/11), quando ocorre…

George Coelho é reconduzido à presidência da Famup por unanimidade

O atual presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho, foi reconduzido ao cargo de forma unânime, nesta quinta-feira (26), para o biênio 2021/2022. Para o…