Por pbagora.com.br

A Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos da Paraíba, além do Ibama informaram que através de testes realizados nas pequenas amostras de óleo que foram verificadas nesse final de semana na praia de Barra de Gramame, litoral Sul paraibano, foi verificado que a substância não é a mesma que vem atingido outras localidades do Nordeste.

Segundo os testes, apesar da semelhança, as manchas são incompatíveis.

As pequenas manchas de óleo foram encontradas entre a desembocadura do Rio Gramame e a primeira faixa de pedras da praia. O trabalho de monitoramento da região foi reforçado desde a última quinta-feira (24), devido ao redirecionamento de uma corrente marítima, além da maré alta que poderia trazer para a Paraíba o óleo que tem se acumulado no litoral pernambucano.

Já o secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de João Pessoa, Abelardo Jurema Filho, disse acreditar que as gotículas encontradas nesse final de semana na praia de Gramame são recentes, ou seja, não são resquícios da última vez em que foram verificadas algumas manchas de óleo no litoral paraibano.

“No domingo pela manhã foram detectados alguns pequenos elementos que não eram resquícios da outra ocasião e sim desse problema que está acontecendo agora” declarou.

PB Agora

Notícias relacionadas

Professor Luiz Júnior morre por complicações da Covid-19, em JP

O professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e ex-secretário de educação de João Pessoa, Luiz de Sousa Júnior, morreu na noite desta quarta-feira (3) por complicações da Covid-19. Ele…

PMJP interdita Mercado Central para realização de serviços de emergência

O Mercado Central será interditado de domingo (7) até a segunda-feira (8). A ação é necessária para que a Prefeitura de João Pessoa, por meio de um trabalho integrado entre…