Por pbagora.com.br

A cidade de Gurjão passou a ser abastecida pela Adutora do Congo na última quarta-feira (19), antes o abastecimento era feito a partir de açude local, mas devido à má qualidade da água do manancial e atendendo reinvidicação da população, o Prefeito Ronaldo Queiroz esteve reunido com o Presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga. A reunião aconteceu semana passada no escritório da Companhia e o prefeito levou ao conhecimento do diretor a situação vivida pela população do município.

A Adutora do Congo já estava com sua tubulação em Gurjão há alguns anos, mas mesmo assim o abastecimento da cidade ainda estava sendo feito através do açude Gurjão que tem capacidade total para 3.683.875 m³ de água e atualmente encontra-se, segundo a AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba), com pouco mais de 2% de sua capacidade. Devido ao pequeno volume de água no manancial, a qualidade do líquido se encontra muito comprometida e ainda com um alto grau de salinidade e, portanto imprópria para o consumo.

Segundo o Prefeito Ronaldo, a população de Gurjão merece melhor tratamento e tem direito a água de qualidade “Falei com o presidente da Cagepa mostrando a ele os anseios de nossa população. Prontamente fomos atendidos e esperamos contar com abastecimento eficiente no nosso município”, comentou.

 

 

Ascom

Notícias relacionadas

COVID-19: Paraíba registra 1.480 novos casos e 500 mil vacinados

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, neste sábado (10), 1.480 casos de Covid-19. Entre os confirmados, 108 (7,3%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.372 (92,7%) são leves.…

Preço do kg da carne tem variação de até 78% em JP, aponta Procon-PB

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba, Procon-PB, através do Setor de Pesquisa e Estatística, realizou nos dias 5 e 6 de abril uma pesquisa de preços…