A Paraíba o tempo todo  |

Atos a favor e contra Bolsonaro marcam 7 de setembro na PB; policiamento é reforçado

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Assim como acontece em todo o Brasil neste 7 de setembro, atos a favor e contrários ao governo do presidente Jair Bolsonaro também ocorrem nesta terça-feira em diversas cidades paraibanas.

A maior parte das manifestações está sendo convocada por apoiadores de Bolsonaro que têm organizado carreatas, motociatas, entre outros tipos de manifestações favoráveis aos pleitos defendidos pelo presidente.

O maior deles no entanto, deve ser realizado na Região Metropolitana de João Pessoa, onde estão marcados pelo menos dois eventos.

  • O primeiro ocorre a partir das 9h, no Marco Zero da Transamazônica, próximo ao Porto de Cabedelo.
  • Já na parte da tarde, a partir das 15h30, outra carreata está sendo convocada a partir do Busto de Tamandaré, em Tambaú.

Seguidores de Bolsonaro também devem realizar manifestações favoráveis a ele nas cidades paraibanas de Esperança, Itaporanga, Cacimba de Dentro, Santa Luzia, Piancó, Cajazeiras, Sousa e Monteiro.

Já para aqueles que são contrários as medidas e ao governo presidencial, estão convocando um ato intitulado Grito dos Excluídos, que acontece há 27 anos e nesta terça-feira vai para as ruas com pedido retirada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) do cargo.

Está prevista uma carreata e caminhada saindo da Praça das Muriçocas, em Miramar até o Sesc Praia Cabo Branco, a partir das 9h.

Em Santa Rita também deve haver a realização de um ato com concentração na Praça do Chafariz, Tibiri II, às 9h.

Já na cidade de Campina Grande a manifestação tem concentração marcada no Monumento Pioneiros do Açude Velho (com arrecadação de alimentos), às 9h.

Cidades do Sertão como Patos e Sousa também realizam eventos no Grito dos Excluídos. Em Patos, o evento será na Praça João Pessoa em frente a sede do SINFEMP, às 8h, e em Sousa na Igreja Matriz, às 17h.

Por conta das manifestações, a A Polícia Militar da Paraíba já trabalha de forma preventiva no sentido de evitar possíveis confrontos entre grupos antagônicos. De acordo com informações o efetivo terá reforço de 1.500 policiais.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe