O Atlético-MG teve o jogo nas mãos diante do Colón, mas não soube manter a postura sólida durante toda a partida e acabou derrotado por 2 a 1, de virada, em Santa Fé, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. Os gols foram marcados por Morelo e Luis Rodriguez, com Chará marcando para o Galo. Apesar da derrota, o time mineiro precisa apenas de uma vitória simples por 1 a 0 para garantir a passagem à final da competição continental. O jogo de volta será na próxima quinta-feira, 26 de setembro, às 21h30, no Mineirão.

O torcedor alvinegro que viu o jogo ficou decepcionado, pois era nítida a superioridade atleticana sobre o rival argentino, mas em uma queda de rendimento surpreendente do primeiro para o segundo tempo, o Galo levou a virada no placar, deixando escapar a vitória.

Mais uma vez figuras que geram expectativas na torcida, como Cazares e Alerrandro, fizeram um jogo fraco, auxiliando pouco o time. Apesar de ter saído por cansaço, Di Santo deu trabalho à defesa do Colón e mostrou que pode ajudar muito dentro da área adversária. Zé Welison foi mal na marcação, deixando muitos espaços no meio de campo ao lado de Elias, na cabeça de área.

Início seguro

O Atlético não se incomodou com a festa feita pela torcida do Colón antes da partida e fez um primeiro tempo seguro, sem erros na defesa e ainda com bom domínio no meio de campo, criando boas chances ofensivas. O Galo foi dono da etapa inicial.

Gol da insistência

O bom jogo coletivo do alvinegro assustou os argentinos. O resultado do esforço atleticano foi recompensado com o gol. Chará trabalhou a bola com Elias, a zaga do Colón tenta dar um chutão, se enrola, Chará não desiste da jogada e consegue empurrar a bola para dentro. Galo 1 a 0. Gol muito importante, pois na Sul-Americana tem gol qualificado como critério de desempate.

Vacilou na bola parada

Se no primeiro tempo, o Atlético-MG estava dominante, na volta para o segundo tempo, o time se desequilibrou, ficou mais frágil na marcação e permitiu uma pressão logo nos primeiros minutos da etapa final. No afã da pressão por empatar, o Colón conseguiu um escanteio e após a cobrança, a zaga atleticana falha e Morelo empata para o time argentino.
Colón perde o pique

A pressão inicial dos argentinos foi perdendo força até a metade do segundo tempo, com poucos lances de perigo real para o goleiro Cleiton. O Galo voltava a controlar bem o meio de campo com as entradas de Nathan e Otero, nos lugares de Cazares, apagado mais uma vez, e Vinicius, que também não fez bom jogo.

Assim, não Galo!

Quando o torcedor atleticano se encheu de esperança de voltar com uma boa vitória fora de casa, terminou a noite de cabeça quente com a virada do Colón. O centroavante Morelo cruza da para Zuqui, que passa por Chará e serve o meia Luis “Pulga” Rodríguez, que aparece livre na grande área e finaliza para confirmar a virada argentina.Colón 2 a 1. Um jogo que estava nas mãos alvinegras virou uma chateação para o torcedor.

Dois times distintos em dois tempos

O Atlético foi uma sombra no segundo tempo da equipe que dominou a partida na etapa inicial. O Galo perdeu o rumo, se perdeu em campo e vai precisar muito da sua torcida na próxima quinta-feira para conseguir ir à final da Sul-Americana.

Agenda do Galo

O time mineiro chega a BH nesta sexta-feira e inicia a preparação para o jogo de segunda-feira, 23 de setembro, às 20h, contra o Avaí, pelo Campeonato Brasileiro. O duelo de volta contra os Argentinos será na quinta-feira, 26, às 21h30, no Mineirão.

Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem morre durante pescaria, na Grande João Pessoa

O dono de uma granja, no bairro do Açude em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa, tomou um susto na manhã desta terça-feira (22) ao encontrar o corpo de…

Nesta 3ª: Governo reúne órgãos e secretarias para combater manchas de óleo nas praias

O governador João Azevêdo (PSB) se reúne nesta terça-feira (22) com representantes de órgãos e instituições ligadas ao meio ambiente – estadual e federal –, bem como das prefeituras dos…