A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) irá realizar nos próximos dias uma audiência pública para debater a regulamentação da lei que prevê, por parte das agências bancárias e instituições financeiras instaladas na Capital paraibana, a instalação de divisórias entre os caixas e as pessoas que estão na fila de espera; e a proibição do uso de telefone celular no interior de suas dependências. A lei tem o objetivo de coibir os crimes denominados de ‘saidinha de banco’.

A iniciativa da audiência pública é do presidente da CMJP, vereador Durval Ferreira (PP), que também é o autor do projeto que deu origem à lei municipal que aguarda regulamentação por parte do Poder Executivo. “Ainda hoje estarei me encontrando com o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) para definirmos a regulamentação da lei e a data da realização da audiência pública”, adianta Durval Ferreira, lembrando que o Poder Executivo definirá qual o órgão municipal será o responsável pela fiscalização de cumprimento da norma. “Provavelmente será o Procon-JP. Mas na regulamentação vamos definir também os valores das multas para quem não cumprir a lei. Deverá ser uma penalidade pesada”.

Além de vereadores e representantes da administração municipal, a audiência pública contará com a presença do Ministério Público, sindicatos, entidades não-governamentais e das polícias civil e militar. No evento também serão tratadas outras leis municipais que coíbem os crimes de ‘saidinha de banco’, como o da ‘lei das filas’, do vereador Fernando Milanez (PMDB), e a que prevê a colocação de câmeras de vídeo nas saídas das agências bancárias, de autoria do ex-vereador Severino Paiva (PSDB).

“Não tenho dúvidas de que com o cumprimento dessas leis, ou vamos acabar de vez com os roubos e assaltos na saída do banco ou chegaremos bem perto disso”, prevê Durval Ferreira. A lei das divisórias e celulares foi aprovada em dezembro do ano passado na Câmara pessoense e já está em vigor, faltando a sua regulamentação.
 

 

 

Da Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Supermercado terá que indenizar cliente que teve carro furtado em estacionamento

Um supermercardo localizado no bairro da Torre, em João Pessoa, foi condenado a pagar a importância de R$ 3.000,00, a título de danos morais, em virtude do furto ocorrido dentro…

Estado anuncia medidas para pagamento de auxílio a trabalhadores da cultura

Auxílio Federal vai beneficiar aproximadamente 10 mil trabalhadores de arte e cultura no Estado A estimativa de prazo do Governo do Estado para que artistas paraibanos comecem a receber os…