A Assembleia Legislativa da Paraíba rejeitou, por maioria de votos, a proposta apresentada pelo deputado estadual Cabo Gilberto (PSL) para concessão do título de cidadão paraibano ao apresentar Sikêra Júnior, que trabalhou na Paraíba por dois anos no Sistema Arapuan FM.

Votaram a favor apenas o autor da propositura – Cabo Gilberto – e o deputado estadual Walber Virgulino (Patriotas). Já os deputados Estela Bezerra, Cida Ramos, Camila Toscano, Jeová Campos, Buba Germano, Edmilson Soares e Drª Jane foram contrários à cidadania pelas falas dele consideradas depreciativas contra as mulheres; Pollyana Dutra reforçou o coro e sugeriu que o autor da propositura, Cabo Gilberto Silva (PSL), retirasse o projeto de pauta para evitar Sikêra do constrangimento da rejeição.

A proposta gerou vários embates na Casa e conseguiu unir oposição e situação em um só consenso – falta merecimento.

O líder da oposição, Raniery Paulino (MDB), disse que pelo jornalismo investigativo exercido enquanto estava na Arapuan, Sikêra merece votos de aplauso, mas não merece cidadania paraibana por conta das agressões às mulheres.

Já a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) de forma incisiva justificou que a passagem do apresentador além de ter sido rápida, foi também turbulenta.

“Ele desrespeito as mulheres paraibanos, teve espasmos de ira no ar. Além disso desqualificou com palavras que não dá nem para reproduzir, personalidades importantes da cultura paraibana. Ele tinha preconceito de raça e de gênero, faz um tipo de apresentação que sequer pode ser considerado como jornalismo. Seria uma vergonha para essa Casa titulá-lo como cidadão paraibano”, explicou.

Sikêra deixou a TV Arapuan em junho desse ano e atualmente é apresentador do Alerta Manaus, da TV A Crítica, do Amazonas.

Com informações de Eliabe Castor

PB Agora

Total
4
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevedo se reúne com empresários de Campina Grande

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta quarta-feira (4), em Campina Grande, com entidades empresariais da cidade, ocasião em que apresentou o projeto de Centro de Convenções da Rainha da…

OPINIÃO: para o G11, não basta ser aliado. É preciso ser governo e, para tanto, tem que participar…

Se porventura o governador João Azevêdo contava com o apoio incondicional do chamado G11, na Assembleia Legislativa, ou imaginou que este grupo daria sustentação política à sua gestão por simples…