Por pbagora.com.br

A Assembleia Legislativa da Paraíba e a Câmara Municipal de João Pessoa emitiram nota nesta quinta-feira (21), pelo falecimento do ex-deputado Pedro Adelson, que estava internado em um hospital da Capital e faleceu vítima de falência múltipla de órgãos após lutar contra um deficiência renal crônica e cardiopatia. Ele tinha 80 anos.

CONFIRA

NOTA – ALPB lamenta falecimento do ex-deputado Pedro Adelson

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, em nome de todos os parlamentares e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, vem a público lamentar o falecimento do ex-deputado Pedro Adelson, que estava internado em um hospital da Capital e faleceu vítima de falência múltipla de órgãos após lutar contra um deficiência renal crônica e cardiopatia. Ele tinha 80 anos.

Natural do município de Alagoinha, no Brejo paraibano, Pedro Adelson era advogado de formação e ex-procurador aposentado. Além de exercer vários mandatos no Legislativo Paraibano, ele também foi secretário de Estado em diferentes pastas.

O enterro do ex-deputado ocorre às 10h, no cemitério Boa Sentença, em João Pessoa.

CONFIRA A NOTA DA CMJP

Nota de pesar

Pedro Adelson Guedes dos Santos foi um dos grandes nomes da advocacia paraibana

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) lamenta profundamente a morte do ex-secretário de Estado, ex-procurador, ex-deputado e advogado Pedro Adelson Guedes dos Santos, de 80 anos. Ele faleceu no início da madrugada desta quinta-feira (21), no Hospital da Unimed.

Pedro foi um dos grandes nomes da advocacia paraibana, servidor público dedicado e admirado pelo seu caráter e retidão.

Neste momento de dor, os vereadores de João Pessoa transmitem à família, amigos e admiradores de Pedro Adelson seus sentimentos pela inestimável perda.

Secom CMJP

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ibama e PF deflagram operação contra desmatamento na PB

Durante uma operação conjunta entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Polícia Federal, foram identificados 45,8 hectares de área desmatada no bioma da…

MPPB recomenda que Município de Catingueira suspenda concurso público

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou ao prefeito do município de Catingueira, Odir Pereira Borges Filho, a suspensão, no prazo de 48 horas, do concurso público regido pelo edital…