A pivô Michelle Splitter, irmã de Tiago Splitter, morreu nesta segunda-feira vítima de leucemia. As informações são do blog do Luciano Silva, da ESPN Brasil. Esta foi a segunda manifestação da doença que já havia tirado a jogadora das quadras anteriormente. Desta vez, ela não resistiu.

Splitter, que atua no Tau Ceramica, da Espanha, já está em Campinas, no interior de São Paulo, para acompanhar o velório da irmã.

Depois de sofrer com leucemia e conseguir retornar às quadras em 2007, Michelle Splitter teve a doença diagnosticada pela segunda vez no final de novembro de 2008 e precisou ser internada para um novo tratamento.

A partir de então, Michelle permaneceu no Centro Boldrini, na cidade de Campinas, interior de São Paulo, para dar sequência ao tratamento. Sempre com a ajuda da mãe, a atleta chegou a coroar a recuperação com uma convocação para a seleção brasileira. Michelle era considerada uma das maiores esperanças do basquete feminino do Brasil.

UOL

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Botafogo (PB) estreia neste sábado na Copa do Nordeste contra América de Natal sonhando com título regional

Após estrear com vitória no Campeonato Paraibano por 2 x 0 diante do São Paulo Crystal, o Botafogo (PB), volta agora as atenções para a Copa do Nordeste. Atual vice…

Vídeo: Ônibus que levava delegação do Atlético de Cajazeiras pega fogo

Um fato assustou os torcedores do Atlético de Cajazeiras e não foi o resultado dos jogos e sim um incêndio no ônibus que transportava a delegação do time, na tarde…