A pivô Michelle Splitter, irmã de Tiago Splitter, morreu nesta segunda-feira vítima de leucemia. As informações são do blog do Luciano Silva, da ESPN Brasil. Esta foi a segunda manifestação da doença que já havia tirado a jogadora das quadras anteriormente. Desta vez, ela não resistiu.

Splitter, que atua no Tau Ceramica, da Espanha, já está em Campinas, no interior de São Paulo, para acompanhar o velório da irmã.

Depois de sofrer com leucemia e conseguir retornar às quadras em 2007, Michelle Splitter teve a doença diagnosticada pela segunda vez no final de novembro de 2008 e precisou ser internada para um novo tratamento.

A partir de então, Michelle permaneceu no Centro Boldrini, na cidade de Campinas, interior de São Paulo, para dar sequência ao tratamento. Sempre com a ajuda da mãe, a atleta chegou a coroar a recuperação com uma convocação para a seleção brasileira. Michelle era considerada uma das maiores esperanças do basquete feminino do Brasil.

UOL

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ABC acusa Treze de escalar jogador irregular e vai ao Tapetão para permanecer na Série C

O ABC ainda tem esperanças de permanecer na Série C, mesmo depois de ter sido matematicamente rebaixado no Grupo A, após empate por 1 a 1 com o Sampaio Corrêa no último sábado.…

PM define esquema de segurança com 350 homens para Clássico Tradição

A Polícia Militar definiu o esquema de segurança com 350 homens para Clássico Tradição, marcado para este sábado (24) às 17h em Campina Grande. O jogo, válido pela última rodada…