O Corinthians dominou o Deportivo Lara e venceu por 2 a 0, na arena em Itaquera, no jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. Vagner Love e Gustagol, ambos no segundo tempo, marcaram os gols da partida. O resultado possibilita o time alvinegro perder por até um gol de diferença a partida de volta, na próxima quinta-feira, na Venezuela.

 

Apesar de ser amplamente superior, a equipe de Fábio Carille demorou para abrir o marcador. Passou o primeiro tempo em branco, mesmo dominando o adversário. Pedrinho foi o principal destaque e com ele pelo lado direito o time criava as principais chances. Os jogadores, no entanto, pareciam um pouco afobados para chegar ao primeiro gol e reclamaram de pênalti em pelo menos três lances. A única com motivo foi um empurrão em Vagner Love dentro da área que o árbitro mandou seguir.

 

As oportunidades vinham em cruzamentos na área, mas Vagner Love em meio a dois zagueiros altos encontrava dificultadade de concluir a gol. Pedrinho chutou para defesa de Salazar e Junior Urso, livre de cabeça, mandou para fora na melhor chance da etapa inicial.

Como o time alvinegro não tirou o zero do placar e como também não foi pressionado pelo adversário, na volta do intervalo Fábio Carille colocou Gustagol na vaga do volante Ralf. O Corinthians seguia pressionando e quase fez em chutes de Clayson e Jadson de fora da área.

O gol só foi sair aos 15 minutos, após boa troca de passe de Fagner para Pedrinho, que cruzou na área. Vagner Love apareceu livre para cabecear para as redes. O Deportivo Lara era muito fraco tecnicamente e pouco depois o Corinthians conseguiu ampliar. Danilo Avelar cruzou da esquerda e Gustagol cabeceou no canto para fazer o segundo. O centroavante não marcava desde 24 de março, no empate por 1 a 1 com a Ferroviária pelo Paulistão.

 

A vitória embala o Corinthians para o clássico de domingo com o São Paulo em Itaquera e joga ainda mais pressão no rival tricolor, que nunca venceu na casa alvinegra e vem de derrota em casa para o Bahia pela Copa do Brasil.

 

Internacional – No Beira-Rio, o Internacional não tomou conhecimento do Paysandu e venceu por 3 a 1. O destaque fica com Paolo Guerrero, que marcou dois gols na partida. Com o resultado, o Colorado pode perder até por um gol que avança na Copa do Brasil. Já Papão tem que vencer por três gols. Caso derrote o time gaúcho por dois gols, a vaga será decidida nos pênaltis.O duelo da volta entre Internacional e Paysandu acontece na próxima quarta-feira, dia 29 de maio, em Belém do Pará.

O confronto

A primeira etapa iniciou com o Internacional cumprindo o seu papel de mandante. Com troca de passes e pressão, o Colorado tentava encurralar o Papão e conquistar o seu primeiro gol.

A medida que o tempo passava, o time de Odair Hellmann crescia dentro de campo e as chances surgiram. Com D'Ale, a cobrança de falta carimbou o poste. Quando Guerrero teve a sua chance ele não perdeu. Após passe de Nico, o camisa 9 deslocou o goleiro Mota e saiu para o abraço.

O gol obrigou o Papão a sair da defesa e o duelo ficou aberto. Com espaço, os dois times chegaram a marcar, porém a arbitragem assinalou o impedimento de maneira correta.

Na etapa final o Paysandu chegou ao empate logo de cara. Após cruzamento da esquerda, Micael ganhou da zaga gaúcha e testou para o fundo das redes.

O Internacional não mudou a postura e voltou a comandar as ações. Na cobrança de escanteio, a zaga deu bobeira e Rodrigo Lindoso completou para recolocar o time da casa em vantagem.

Sem sofrer incômodo na defesa, o Internacional permanecia no ataque e quase foi premiado aos 21. Edenilson lançou Parede, que dominou na grande área e tocou para Guerrero. O camisa 9 ficou livre na pequena área, mas conseguiu perder o gol.

De tanto insistir, o atacante peruano foi premiado. Na cobrança de escanteio, Guerrero subiu com estilo, testou firme para vencer Mota e deu números finais ao jogo.

 

Terra

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Chapa que disputará eleição no Campinense é homologada com uma mudança

Depois do indeferimento da candidatura de Valdir Cabral para a Diretoria de Futebol do Campinense, por questões burocráticas a chapa encabeçada por Paulo Gervany foi homologada e confirmada na disputa…