Por pbagora.com.br

 Em evento na tarde de ontem, sábado (31) dirigentes de vários clubes da Paraíba fizeram uma clara ameaça a decisão da Justiça que mantem a presidente da Federação Paraibana de Futebol- FPF, Rosilene Gomes fora do comando da instituição.

Os dirigentes ameaçam desfiliação caso a mandatária não volte ao seu posto. Treze e Campinense alegam que a Junta Administrativa que está substituindo Rosilene não os representa. O apoio para a desfiliação vem do CSP, Paraíba, Atlético de Cajazeiras, Nacional e Esporte e que poderão criar uma nova entidade para reunir os clubes.

Os clubes, Botafogo-PB, Auto Esporte e Sousa são contra o entendimento dos presidentes do Campinense, William Simões, e o vice-presidente do Treze, Hênio Azevedo.

Os dirigentes não determinaram um prazo para que Rosilene reassuma e eles desistam de desfiliar os times.

Redação