A Paraíba o tempo todo  |

Athletico-PR arranca empate nos acréscimos e frustra o Flamengo

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

O Atlético-MG sequer entrou em campo nesta terça-feira (2), mas tem muitos motivos para comemorar. Graças a um gol aos 49 do segundo tempo, o Athletico-PR buscou um empate em 2 a 2 com o Flamengo, em jogo atrasado da 4ª rodada, na Arena da Baixada.

O resultado coloca a equipe de Renato Gaúcho com 50 pontos, na 3ª posição e 9 atrás do líder, Atlético-MG, que tem um jogo a mais. Os paranaenses, por outro lado, subiram aos 35 pontos, apenas cinco acima da zona de rebaixamento.

Ainda com jogos atrasados, o Fla volta a atuar na próxima sexta-feira (5), contra o Athletico-GO, no Maracanã. Os paranaenses só jogam no domingo, contra o Red Bull Bragantino, fora de casa.

O Gabigol voltou!
Talvez por conta da recente vitória do Athletico para cima do Flamengo na semifinal da Copa do Brasil, o jogo começou com clima quente entre os times. Mas o Flamengo, mais tranquilo, se saiu melhor.

Logo aos 17, Gabigol, sem marcar há nove jogos, desencantou, aproveitando sobra de um chute de Vitinho defendido por Santos. Aos 28, após erro na saída de bola do Athletico, Isla lançou o camisa 9 na área e ele mostrou toda a sua categoria ao encobrir e marcar o segundo na partida.

Kayzer e VAR ‘brilham’
A situação do time da casa poderia ficar ainda pior. Renato Kayzer recebeu o cartão vermelho após lance com Léo Pereira aos 34. O árbitro, porém, mudou de ideia após revisão do VAR.

Kayzer e o VAR, aliás, voltaram a ser protagonistas aos 17 do segundo tempo. O centroavante athleticano marcou após rebote de Diego Alves e a arbitragem, a princípio, anulou o gol. Porém, ele estava claramente em posição legal e o tento foi validado com o auxílio da tecnologia.

Athletico empata no fim
O gol animou os donos da casa, que só não empataram logo em seguida graças a alguns centímetros. Após cruzamento na área, Terans, à frente da zaga, marcou de cabeça. O gol foi corretamente anulado.


A euforia do Athletico seguiu. Já aos 42. A zaga flamenguista se confundiu e Kayzer, com Diego Alves fora do gol, tentou surpreender, mas mandou para fora. Nos acréscimos, o goleiro salvou o time carioca mais duas vezes, ao defender chute de Terans, que fez fila dentro da área e também de Bissoli. Ele só não impediu o gol do próprio Bissoli, após a cobrança de escanteio.

E já aos 51, por pouco o Flamengo não consegue a vitória. Após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, Gustavo Henrique cabeceou e a bola explodiu no travessão do goleiro Santos. Fim de jogo emocionante e tudo igual em Curitiba.

R7

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe