Abatido com a derrota para Rafael Nadal, Roger Federer não conteve as lágrimas na cerimônia de premiação do Aberto da Austrália.
O suíço, que liderou por 206 semanas o ranking, buscava igualar o feito de Pete Sampras, dono de 14 títulos de Grand Slam. "Pode ser que eu tente mais tarde. Deus, isso está me matando", admitiu Federer.

Ao saudar Nadal, admitiu a superioridade do rival: "Você mereceu. Esteve fantástico".

Ao ver o estado de espírito do adversário, Nadal disse que desfrutou "um pouco menos" do título. "Ele estava destruído, e para mim foi complicado porque tenho excelente relação com ele. Desejo-lhe toda a sorte para que consiga igualar e superar o recorde de Sampras porque acredito que ele merece."

De qualquer forma, Federer obteve seus 13 troféus de Grand Slam fazendo menos tentativas do que o norte-americano.

O suíço venceu na Austrália (2004, 2006 e 2007), em Wimbledon (2003, 2004, 2005, 2006 e 2007) e nos EUA (2004, 2005, 2006, 2007 e 2008) em 39 torneios disputados. Sampras atuou em 52 competições de Grand Slam.

"Federer é um grande campeão e mostra isso. Tem feito muito pelo esporte", consolou-lhe o espanhol. Na entrega da taça, Nadal afirmou ter vivido uma situação difícil. "Entre a vitória e ver Roger daquele jeito, quase chorei também", contou.
 

FOLHA ONLINE

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Treze, CSP, Atlético e Nacional de Patos estreiam nesta quarta-feira no Paraibano 2020

Após escapar do rebaixamento na Série C do Campeonato Brasileiro, o Treze estreia no Campeonato Paraibano nesta nesta quarta-feira, diante do CSP às 20h15 no Estádio Amigão, em Campina Grande.…

Atlético de Cajazeiras bate Nacional na estreia do Paraibano e lidera Grupo B

No seu primeiro jogo pelo Campeonato Paraibano de 2020, o Atlético de Cajazeiras venceu em casa o Nacional de Patos na noite de ontem (22), no Estádio Perpetão, pelo placar…