Por pbagora.com.br

Nesta quinta-feira (05), o Comitê de Mobilização pela Autonomia e contra a Intervenção na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) divulgou nota onde repudia a nomeação, por parte do presidente Bolsonaro, de Valdiney Veloso para reitoria da instituição, mesmo ele tendo sido o menos votado na consulta pública.

A nota ainda convoca para um ato no intuito de “defender a nossa instituição e a democracia.”

Confira a nota na íntegra:

NOTA CONTRA A INTERVENÇÃO E PELA AUTONOMIA DA UFPB

O Comitê de Mobilização pela Autonomia e contra a Intervenção na UFPB, composto por diversas entidades e coletivos de todas as categorias da comunidade acadêmica da nossa universidade, REPUDIA A NOMEAÇÃO DE VALDINEY VELOSO para Reitor da UFPB.

Não vamos aceitar esta intervenção, pois não foi esta a nossa escolha. A comunidade acadêmica da UFPB escolheu a Chapa 2 nas eleições, elegendo a Professora Terezinha Martins tanto na consulta eleitoral como nos Conselhos Superiores. O professor Valdiney contou com 5% de votos na consulta e no colégio dos Conselhos Superiores não teve um único voto. A nomeação é flagrantemente ilegítima, desrespeitando a autonomia universitária e faz parte do contínuo projeto de destruição do ensino público.

Por isso convocamos todas as pessoas que estudam, trabalham e convivem na UFPB a defender a nossa instituição e a democracia. Faremos um ato hoje, 05/11/2010, às 16h, em frente à Reitoria, respeitando as medidas sanitárias com o uso obrigatório de máscaras, álcool e com distanciamento em função da pandemia.

REITORA ELEITA É REITORA EMPOSSADA!
FORA VALDINEY!
NÃO VAMOS ACEITAR INTERVENÇÃO NA REITORIA DA UFPB!

Comitê de Mobilização pela Autonomia e contra a Intervenção na UFPB

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“A gente respeita a gravidade do coronavírus”, diz diretora que teve permissão para voltar às aulas presenciais

A Justiça da Paraíba autorizou, em caráter liminar de urgência, que mais uma escola particular de João Pessoa volte às aulas presenciais. A autorização, da juíza Aylzia Fabiana Borges Carrilho,…

Defensoria Pública da União pede direito de protesto para estudantes na UFPB

A Defensoria Pública da União (DPU) recorreu no dia de ontem (02), ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), pedindo a revogação da liminar que determinou uma nova reintegração…