Por pbagora.com.br

O Ministério da Educação (MEC) vai disponibilizar internet para cerca de 400 mil  estudantes do ensino superior da rede federal de ensino. A seleção será com base na renda per capta. O benefício será dado a alunos com renda familiar inferior a meio salário mínimo. O anúncio foi feito nessa segunda-feira (17), pelo próprio Ministério.

A iniciativa visa facilitar o acesso desses estudantes às aulas remotas durante o período de pandemia.

De acordo com o MEC, bônus de dados móveis serão disponibilizados e gerenciados pelas instituições de ensino. Os créditos, de 10 gigabytes a 40 gigabytes, terão validade de 90 dias. A pasta também anunciou outra possibilidade que é o fornecimento de pacotes de dados móveis por meio de chips pré-pagos, que terão validade de 30 dias e créditos de dados que variam de 5 gigabytes a 40 gigabytes.

A intenção é de que o número de 400 mil alunos beneficiados chegue a 900 mil cuja renda familiar seja de até 1,5 salário-mínimo. O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou durante a coletiva que a demora para se implementar a medida, após cinco meses de isolamento em decorrência da pandemia do novo coronavírus, se deve à burocracia interna do Estado.

A expectativa é de que o benefício chegue a 797 municípios com campi de Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e Institutos Federais (IF). Ainda segundo órgão, a solução encontrada “demonstra a viabilidade para um modelo de inclusão nos  domicílios de alunos e professores em bandas larga fixa e móvel a partir de 2021”.

*com informações da Agência Brasil
Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Aposentada maranhense se forma em Gastronomia aos 69 anos

“Quando cheguei na minha turma, velhinha, fui muito bem recebida, me aplaudiram”, conta Conceição Diante de um momento de tristeza, procurar boas companhias e atividades que elevem a autoestima podem…