Uma auditoria realizada pelo Conselho Federal do Contabilidade  apontou a existência de uma má gestão no Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba, na atual gestão, referente ao exercício de 2018.

A auditoria teve como objetivo examinar a integridade, adequação e eficácia dos controles bem como as informações contábeis, financeiras e operacionais da entidade. No relatório, que está disponível no portal da transparência, foram identificadas 20 constatações, sendo apenas (1) uma acatada após defesa apresentada pelo CRCPB, e outras seis (6) foram recorrentes.

Entre os itens auditados estiveram: Execução da Despesa; Licitações, Contratos e Convênios; Bens Patrimoniais; Gestão de Pessoal; Fiscalização.

Conforme os dados obtidos, a gestão do CRCPB não acolheu com responsabilidade a aplicação dos recursos empregados de forma a atender o objetivo fim da entidade. Para corroborar com o descaso,  Conselho Regional recebeu parecer com ressalva no tocante às contas da gestão referentes a 2018.

Na avaliação dos Demonstrativos Contábeis o Conselho Regional apresentou as seguintes incongruências:

  • déficit Orçamentário da ordem de R$ -299.430,45;
  • déficit Financeiro da ordem de R$ -87.961,43;
  • déficit Patrimonial da ordem de R$ -160.257,75.

O resultado mostra que a gestão do Conselho Regional, que deveria ter dado o exemplo quando o assunto é prestação de contas, acabou cometendo os mesmo vícios que condena quando o alvo são outras instituições.

CONFIRA OS LINKS

Parecer do CFC comprova contas com ressalvas do CRC PB de 2018

Relatório da auditoria do CFC – Gestão 2018 do CRC PB

 

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Especialista critica alterações na reforma da Previdência

A reforma da Previdência proposta pelo governo de Jair Bolsonaro pode apertar demais os direitos sociais e acabar gerando problemas maiores, com aumento de pobreza no médio e longo prazo. …

Black Friday deve movimentar R$ 3,67 bilhões, diz CNC

A Black Friday deste ano, marcada para o próximo dia 29, deverá movimentar R$ 3,67 bilhões. Esta é a previsão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo…