A Paraíba o tempo todo  |

Novo reajuste do Diesel deve afetar preço das mercadorias, alerta presidente da Associação de Supermercados da Paraíba

A Petrobras aumentou, hoje, em 8,87% o preço do óleo diesel em suas refinarias. O preço médio da venda do combustível para as distribuidoras da estatal subiu R$ 0,40, passando de R$ 4,51 para R$ 4,91. Em contato com o portal quem avalia esse novo reajuste sobre a ótica dos preços das mercadorias nos supermercados é o presidente da Associação de Supermercados da Paraíba (ASPB), Cícero Bernardo, onde destaca que ainda é difícil colocar um preço sobre o custo do diesel e do frete mais caro em cima dos produtos. Porém, Cicero frisa que o reajuste de preços é certo.

“Os carregamentos que chegam hoje já foram contratados antes, mas, a partir de agora, as negociações já terão outros valores. O impacto será sentido nas mercadorias que chegarem na semana que vem, provavelmente”, disse Bernardo destacando ainda: “Muitos supermercados de porte médio utilizam um gerador durante algumas horas da noite para manter tudo refrigerado. É um serviço que tem um custo”, afirmou o presidente da ASPB.

Combustíveis- O portal escutou mais cedo o presidente do presidente do Sindicato dos Motoristas e Ajudantes de Entregas do Estado da Paraíba (Sindmae-PB), Marcos Antônio e o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado da Paraíba (Sindipetro-PB), Omar Hamad, sobre o impacto nas bombas dos postos de combustíveis que deve ser imediato, com efeitos sobre o custo do frete e, por consequência, nos preços de todos os produtos.

Para Marcos Antônio, na capital, por exemplo, o preço do litro do diesel pode chegar a R$ 7,39 e superar o da gasolina (R$ 7,29). O presidente do Sindmae-PB, afirma ainda que novo reajuste inviabiliza o desempenho das atividades. Marcos conta que a tabela de frete permanece a mesma desde antes de março deste ano. “Nós estamos em negociação com o Governo Federal para rever essa política de preços. Precisamos recompor os valores pelos nossos serviços. Caso contrário, faremos uma paralisação no final desta semana. Mesmo antes do reajuste, já encontramos postos cobrando R$ 7,12 pelo diesel, nos postos do Nordeste”, analisou. Ainda segundo ele, o repasse do reajuste deve ser imediato.

Já segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado da Paraíba (Sindipetro-PB), Omar Hamad. “Na verdade, os reajustes já vêm ocorrendo nos postos, nos últimos dias”, disse Marcos, destacando ainda que talvez o aumento não seja dos 40 centavos de real, considerando que o diesel vendido nos postos é composto por 10% de biodiesel, que não reajustou.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe