Demorou, mas Paraty finalmente entrou para a seleta lista de patrimônios mundiais da Unesco. Após a recusa de 2009, a pequena cidade fluminense voltou a apresentar sua candidatura no ano de 2018, tornando-se o primeiro sítio misto do Brasil, com título de Patrimônio Cultural e Natural.

Paraty realmente é uma preciosidade, seja por questões culturais, seja no quesito biodiversidade. A cidade é recheada de cachoeiras, praias e construções de interesse histórico. Como se não bastasse, é palco de festivais culturais de renome, como a Flip e o Paraty em Foco.

Festivais

Paraty é das raras cidades interioranas que recebem festivais culturais de alcance internacional. E com bastante frequência, principalmente no inverno. Sem dúvidas, o principal deles é a Festa Literária de Paraty (Flip), que ocorre sempre em julho e recebe escritores renomados. Todos os anos, a Flip homenageia um autor. Em 2019, foi a vez de Euclides da Cunha, que escreveu o clássico Os Sertões.

Para quem gosta de fotografia, tem o Paraty em Foco, em setembro. Já os amantes de jazz e blues têm um motivo a mais para visitar a cidade em maio: o Bourbon Festival Paraty. Em agosto, é a vez do Festival da Cachaça, dedicado a apresentar a variada produção regional da tradicional bebida. Na estação mais quente, o grande destaque é o festival Viva Verão, com shows ao longo do mês de janeiro.

 

Cachoeiras de Paraty

 

Além de darem todo um charme à paisagem, as montanhas paratienses garantem uma profusão de quedas d’água. Uma das mais procuradas, a Cachoeira da Pedra Branca chama a atenção pela beleza. Fica em área particular, logo, cobra a entrada. A cachoeira da Jamaica também é belíssima, bastante frequentada por casais e famílias.

Já o Poço do Tarzan e a contígua Cachoeira do Tobogã costuma atrair os mais aventureiros, que deslizam por uma pedra polida, similar a um grande escorregador, caindo num poço de água clara. Outra cachoeira perfeita para quem gosta de adrenalina é o Poço dos Ingleses. É possível pular de uma corda amarrada em um galho bem acima do poço.

Há muitas outras quedas, como o Poço da Laje e a Sete Quedas. A grande vantagem das cachoeiras de Paraty é que elas ficam bem perto uma da outro. Para quem está de carro, dá para conhecer várias delas no mesmo dia.

 

Praias de Paraty

A mais próxima do centro é a Praia do Pontal, pequena e calma. Para uma vista ainda melhor, vale a pena caminhar mais um pouquinho até a Praia do Jabaquara, que tem uma boa faixa de areia e vários quiosques.

 

Se o objetivo for tomar banho de mar, surfar ou mesmo nadar com peixinhos coloridos, o melhor a se fazer é dirigir poucos quilômetros até a vizinha Trindade. A Praia do Meio e a Praia Brava são boas para pegar onda. Já as piscinas naturais do Cachadaço são calmas, perfeitas para fazer snorkel. Há ainda a opção de fazer passeios de escuna ou barco pelas paradisíacas ilhas da região e praias mais afastadas. Diversos barqueiros oferecem esse serviço, saindo do porto de Paraty. Clique aqui para saber como organizar um passeio de escuna em Paraty

Atrações históricas

Perder-se pelas ruelas estreitas de Paraty é, por si só, uma viagem no tempo. A começar pelo próprio calçamento das ruas, em pé de moleque, com aquelas pedra lisas e irregulares que exigem um grande malabarismo dos pedestres (sim, sapatos confortáveis são essenciais). Da Rua do Comércio, à Igreja Matriz, o visitante tem diante de si um labirinto de casas coloniais coloridas. Há lojas de artesanato, cafés, sorveterias e restaurantes de primeira. Destaca-se a Rua do Fogo, antigo ponto de meretrício da cidade.

No quesito arte sacra, as igrejas coloniais são verdadeiras preciosidades. Bem próxima ao Cais de Paraty, a igreja Santa Rita destaca-se na paisagem. Outras igrejas com importância histórica são a Igreja Nossa Senhora das Dores, a Igreja da Matriz, a Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. A cidade conta ainda com um Museu de Arte Sacra.

O Forte Defensor Perpétuo é parada obrigatória, seja por sua sede imponente cercada por canhões, seja pela incomparável vista panorâmica, talvez a melhor de Paraty.

Para chegar na cidade, é melhor comprar passagens aéreas para o Rio de Janeiro ou para São Paulo, já que a cidade está praticamente “no meio” das duas metrópoles. Ambas têm ônibus direto para Paraty.

Vale lembrar que é recomendável sempre comprar as passagens com antecedência, para conseguir bons descontos. Uma dica é se cadastrar em newsletters e ficar de olho nas redes sociais para não perder as promoções. Outra é checar voos no site da MaxMilhas, que oferece descontos o ano todo.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019

O Brasil avançou, mas enfrentará novos desafios em 2020. De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano de 2019, que mede o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o país teve…

Vendas aumentaram 9,9% na semana da Black Friday

As vendas do comércio de rua e shopping centers cresceram 9,9% entre os dias 29 de novembro a 1º de dezembro, período da Black Friday, comparadas ao mesmo período do…