É estável o estado de saúde da menina Jaqueline Cavalcante da Hora de 10 anos, que teve o rosto desfigurado por um cão da raça pit bull, neste domingo (22), em Jaboatão dos Guararapes. Ainda ontem à tarde, ela foi submetida a uma cirurgia para reconstrução da face que durou três horas e meia, e foi considerada um sucesso pela equipe que a acompanhou. Segundo o diretor médico do HR, Helder Correia, a menina precisará por outras intervenções cirúrgicas.

 

Na primeira cirurgia, foram reconstruídos parte dos ossos do nariz, do assoalho da órbita ocular e dos lábios de Jaqueline, aproveitando os próprios tecidos da paciente. Participaram do procedimento, dois cirurgiões bucomaxilofaciais, um cirurgião plástico, um oftalmologista e um anestesista.

 

De acordo com o diretor médico, será preciso esperar a cicatrização dessa etapa para poder fazer as outras intervenções. “A próxima fase será a reconstrução das regiões do nariz e da área dos olhos”, explicou Helder Correia.

 

Jaqueline já se encontra na enfermaria e, segundo a direção do hospital, está estável, consciente e se alimentando normalmente. Ela fica em observação pelas próximas 72 horas, quando ainda há o risco de alguma infecção. A menina ainda não tem previsão de alta.

 

O ataque aconteceu quando Jaqueline foi abrir a porta de casa. Ela não sabia que o pit bull estava solto na área externa da residência. O cão avançou sobre ela e um bebê que estava em seu colo e, ao tentar protegê-lo, foi atacada no rosto. O cachorro teve que ser morto, para poder liberar a jovem.
 

 

Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário