Por pbagora.com.br

O Brasil perdeu 116.747 postos de trabalho com carteira assinada em novembro, no 20º mês seguido de fechamento de vagas. O número é maior do que o registrado em outubro (-74.748), mas menor do que o de novembro de 2015 (-130.629).

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quinta-feira (29).

O resultado considera o saldo de vagas, ou seja, o total de demissões (1,2 milhão) menos o de contratações (1,1 milhão) no período.

Com isso, o Brasil acumula perda de 858,3 mil vagas de trabalho em 2016, até novembro. No acumulado dos 12 meses até novembro, foram 1,47 milhão de vagas cortadas.

São Paulo tem mais cortes
O Estado que mais perdeu vagas com carteira assinada foi São Paulo (-39.675), seguido pelo Rio de Janeiro (-12.438) e Minas Gerais (-11.402).

Apenas três Estados tiveram mais vagas abertas que fechadas: Rio Grande do Sul, Alagoas e Sergipe.

As cinco regiões cortaram postos de trabalho:

Sudeste: -65.727 (-0,32%)
Centro-Oeste: -20.232 (-0,64%)
Nordeste: -14 mil (-0,22%)
Norte: -9.499 (-0,53%)
Sul: -7.289 (-0,1%)

 

UOL