A Paraíba o tempo todo  |

Vacinação contra a covid-19 em grávidas da PB segue sendo realizada com a Pfizer

Após a Anvisa recomendar que a vacinação de grávidas e puérperas contra a Covid-19 não seja mais realizada com o imunizante da Aztrazeneca , o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, tranquilizou  as paraibanas e disse que no estado o plano de imunização para este grupo seguirá sendo realizado com a vacina da Pfizer.

De acordo com Geraldo a recomendação de suspensão, que se deu por conta de investigações do caso de uma gestante que morreu no Rio de Janeiro após ter sido imunizada com a vacina AstraZeneca,  e que isso é normal quando diz respeito a eventos graves que ocorrem durante vacinações.

“Acreditamos que isso seja temporário porque toda vacinação apresenta um quantitativo mínimo, raro, de eventos adversos graves. Ocorreu esse óbito no Rio de Janeiro que ainda não se sabe se foi em decorrência da vacina, ou não. Aguardamos o resultado no sentido da de provavelmente a vacina voltar a ser utilizada em gestantes e puérperas” disse.

Geraldo ainda afirmou que a orientação é que seja feito o “monitoramento de eventos adversos de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país”.

Em nota, a AstraZeneca afirmou que “mulheres que estavam grávidas ou amamentando foram excluídas dos estudos clínicos” da vacina.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe