Nos últimos sete anos, cerca de 10 mil pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito na Paraíba, especialmente em acidentes envolvendo motocicletas esses números preocupam o Governo do Estado e segundo o Agamenon Vieira, superintendente do Detran, merece uma ação direta da gestão para se conseguir atingir a meta estabelecida pela ONU.

“Temos que diminuir o número de mortes no trânsito e tentar cumprir uma meta da ONU de 10 anos atrás que seria combater esses números de 60 mil mortes por ano pela metade, e ainda não conseguimos. Mas mesmo que atingíssemos essa meta os números baixariam para 30 mil mortes por ano, o que ainda é um absurdo”, disse Agamenon.

A campanha do Detran que se estende até o próximo dia 25, tem o propósito de envolver todos os atores da sociedade, engajados na luta pela diminuição dos índices alarmantes de mortes e sequelados no trânsito da Paraíba e do Brasil. Agamenon disse ainda que a união de todos é que vai determinar a vitória dessa luta, inclusive no sentido de estancar o número de vítimas, bem como a sangria aos cofres públicos com atendimentos emergenciais que poderiam ser evitados.

Segundo dados do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), mais de 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas, que envolvem desde a desatenção até o desrespeito à legislação por parte dos condutores.

 

 

Redação

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governo da PB nomeia diretor geral para maternidade pública de Patos

O governador da Paraíba, João Azevêdo (sem partido) nomeou nesta sexta-feira (17) o diretor geral e o diretor técnico da Maternidade Peregrino Filho localizada em Patos, no Sertão da Paraíba,…

CRM-PB flagra superlotação e irregularidades no Trauminha, em Mangabeira

Na tarde desta quarta-feira (15), o Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) realizou uma vistoria no Ortotrauma de Mangabeira (Trauminha). Durante a fiscalização, membros do Conselho constataram, além da superlotação, irregularidades…