Por pbagora.com.br

 O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de São José de Piranhas (Sinsesp), Itamar Tavares, confirmou ao Portal Radar Sertanejo, na manhã dessa segunda-feira (26), a existência de uma medida cautelar tomada pelo Sindicato encaminhada à Justiça com o intuito de garantir o pagamento do mês de dezembro aos servidores do município.

 

Segundo Itamar, a ação encaminhada à Justiça tem como base o pedido de bloqueio das contas bancárias da Prefeitura até o próximo dia 30. A preocupação do Sindicato é de que os repasses oriundos do FPM e da fatia da repatriação não sejam destinados ao pagamento dos servidores e de que o novo prefeito eleito, Chico Mendes, herde uma dívida da gestão atual.

 

Como tentativa de garantir o pagamento, o presidente do sindicato entrou em contato com setores competentes da Prefeitura Municipal para que uma garantia de pagamento pudesse ser dada ao sindicato. Conforme o relato, o prefeito Domingos Neto teria feito o compromisso de saldar todas as dívidas até o final de seu mandato, mesmo assim, a medida cautelar foi encaminhada para a Justiça na última sexta-feira e espera avaliação judicial que deverá sair até o fim da semana.

 

 

Portal Radar Sertanejo

 

Notícias relacionadas

MPs dizem que não são contra vacinação de professores após grupos priorizados na PNI

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Publico da Paraíba (MPPB) esclareceram, em nota publicada na tarde desta sexta-feira (14), que não são contra a vacinação de professores. A…

Covid-19: PB registra 1.091 novos casos e 23 óbitos nas últimas 24h

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) da Paraíba registrou, neste sábado (15), 1.091 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 19 (1, 7%) são casos de pacientes hospitalizados e…