Por pbagora.com.br

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou dois casos importados de gripe A na Paraíba, sendo um deles enquadrado como ‘suspeita’ e outro ‘em monitoramento’. O caso suspeito é de um estudante de 14 anos, que mora em Campina Grande. Já o monitoramento está sendo feito a um servidor público federal de 38 anos, morador de João Pessoa. O Laboratório Central do Estado (Lacen) já colheu amostras de secreções respiratórias das duas pessoas.

O material coletado passará por análise no Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA), e a confirmação ou descarte dos casos deve sair até a próxima semana.
Segundo investigação feita pela Gerência de Respostas Rápidas da SES, o adolescente chegou do Canadá há uma semana e, na segunda-feira (25), apresentou febre de 38,5 graus e tosse. O caso em monitoramento, o do servidor público, foi detectado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em um aeroporto de São Paulo, onde desembarcava dos Estados Unidos, no sábado (23).

A gerente de Respostas Rápidas, Diana Pinto, lembrou que todas as medidas tomadas pela SES, inclusive a notificação ao Ministério da Saúde, são preventivas, pois até agora não há registros de casos confirmados no Estado. Entre o final de abril e o início deste mês, a SES notificou outros dois casos, um em Patos e outro em João Pessoa, que foram descartados por exames laboratoriais.

No Brasil, até a terça-feira (26), foram confirmados nove casos da doença nos estados do Rio de Janeiro (3), São Paulo (3), Minas Gerais (1), Rio Grande do Sul (1) e Santa Catarina (1). Os primeiros oito pacientes confirmados já receberam alta médica. O Ministério da Saúde considera que não há evidências de sustentabilidade da transmissão autóctone (dentro do território nacional) com vínculo epidemiológico com o caso índice procedente do México.
 

 

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba segue na zona de estabilidade de mortes causadas pela Covid-19

Após passar mais de uma semana no “vermelho” com alta no número de mortes causadas pela Covid-19, a Paraíba voltou para a faixa amarela que significa estabelidade nas mortes pela…

Planos de saúde estão proibidos de suspender serviços por inadimplência durante estado de calamidade

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, promulgou a Lei 11.794/2020 suspendendo a interrupção da prestação de serviços privados dos planos de saúde por inadimplência. O texto é…