A Paraíba o tempo todo  |

Se você tem mais de 60 anos pode estar sofrendo de sarcopenia; entenda o que é

Idosos e coronavírus: a importância da rotina durante a quarentena é tema de podcast da Rádio Bandeirantes

Você já chegou na terceira idade, ou tem um parente em casa que chegou? Se a resposta for sim, saiba que com o passar dos anos, é bastante comum que as pessoas percam a massa muscular e, consequentemente, a força nos músculos. Conhecida como sarcopenia, essa condição se apresenta como um processo natural do envelhecimento, que é agravada pelo sedentarismo e alimentação inadequada. Para falar sobre esse tema foram ouvidos os médicos especialistas Páblius Braga e Alan Lúcio, que dão dicas de como se melhorar a qualidade de vida de quem chegou na melhor idade.

Para Páblius Braga, se faz necessário alternar exercícios aeróbicos, treinamentos de resistência e equilíbrio podem prevenir a perda muscular. “O sedentarismo faz com que os estímulos de contração dos músculos diminuam, o que consequentemente gera a perda da massa muscular de forma mais abrupta e de risco. Geralmente, indica-se a musculação a partir dos 40 anos por ser uma atividade específica para ganho de massa muscular”, afirmou.

Assim também pensa, Alan Lúcio, onde destaca que a principal causa da fraqueza muscular na terceira idade é a sarcopenia (diminuição de massa muscular). A doença, segundo ele, afeta diretamente a resistência física dos mais velhos, provocando, entre outros sintomas, a alteração na capacidade de andar, dificuldade para se manter em pé e segurar objetos, bem como levantar a cabeça e, inclusive, deglutir alguns alimentos. “Essa é uma condição que faz com que o músculo não responda adequadamente a um comando de ação. Com menos massa muscular, o trabalho dessas estruturas fica aquém do esperado”, disse, ao destacar que a fadiga muscular ocorre com mais frequência em pessoas acima dos 60 anos. “Entretanto, isso pode variar de acordo com a condição física de cada indivíduo”, observa.

Dicas dos especialistas:

Beber água
Ingerir água é importante em qualquer idade, pois a hidratação é fundamental para manter a saúde em dia. Como o idoso costuma beber menos água do que o recomendável, essa é uma prática que precisa ser constantemente estimulada. A falta desse líquido tão importante pode acarretar em sérias consequências, como fraqueza muscular e infecção urinária.

Procure também inserir na rotina do idoso, frutas com grande quantidade de água, como melão, melancia, laranja, abacaxi, entre outras. Desse modo é possível absorver todo o líquido que o corpo precisa para se manter hidratado.

Atividade física
Por agir diretamente na esfera biológica do envelhecimento, a atividade física tem impacto direto na vida do idoso. Um dos principais benefícios que essa atividade pode oferecer é a autonomia. Com a prática regular de exercício físico, o idoso passa a se sentir mais disposto e a realizar atividades do dia a dia que antes não realizava.

Além do mais, essa prática é responsável pelo controle da pressão arterial, prevenção de doenças cancerígenas, melhora da capacidade cardiovascular e tantas outras vantagens.

Novas amizades e convívio social
Geralmente os pais criam e educam os filhos, que depois crescem e vão construir sua própria vida. Para que o idoso não se sinta solitário nessa fase da vida, é muito importante que o convívio social seja constante.

Os hormônios que o organismo libera com a sensação de felicidade são responsáveis por uma série de benefícios para o bem-estar e a saúde emocional, dentre eles a redução de riscos de doenças cardíacas, combate ao estresse, à ansiedade e à depressão, regulagem do sono, entre outros. Além disso, o convívio com novos e antigos amigos traz maior motivação para viver, sendo esse um dos maiores benefícios da interação social.

Jogos para terceira idade
É muito importante que, depois da aposentadoria, o cérebro continue sendo instigado e desafiado. Dessa forma, os jogos de lógica podem entrar em cena e minimizar ou até mesmo prevenir doenças senis que tanto assolam a terceira idade.

Esses jogos são inúmeros e podem ser encontrados em uma simples loja ou armazém, sendo os mais comuns: xadrez, dama, baralho, gamão e palavras cruzadas, que podem contribuir para uma atividade cerebral satisfatória. Unindo diversão e saúde mental, esses jogos podem ser uma ótima opção para estimular a memória e o trabalho neuronal.

Consultas regulares com um médico especialista
O acompanhamento médico, bem como a regularidade de consultas, é uma prática muito importante para prevenir as doenças a que todas as pessoas nessa idade estão sujeitas. Além disso, um médico especialista sabe exatamente como lidar com o agravo de certas enfermidades e situações clínicas próprias à terceira idade, podendo elaborar um tratamento específico para o idoso.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe