A Prefeitura de Conde por meio da Secretaria de Saúde realizou neste sábado (08), mais uma grande ação intersetorial, mobilizando todas as Secretarias e Coordenadorias da gestão municipal, voltada para a busca ativa e conscientização da população sobre a malária, o “Dia D de Combate à Malária” foi realizado nas áreas de Jacumã, Village, Carapibus, Dona Antônia e comunidades próximas. Na ação deste sábado, as equipes realizaram testes de gota espessa, conscientização da população, esclarecimentos sobre sintomas e de como se prevenir contra a doença.

De acordo com a Secretária de Saúde, Renata Martins, a ação permanece concentrada na área litorânea de Conde, por ter sido a região de onde foram identificados os 10 casos (09 moradores de Conde e 01 moradora de João Pessoa, mas que tem casa na região). “As equipes estão divididas nas regiões de Jacumã, Carapibus, Village, Dona Antônia e nas comunidades próximas a estas localidades, por terem sido as áreas onde as pessoas diagnosticadas residem, então, resolvemos direcionar a atividade para esta região, conscientizando, fazendo teste quando localizamos um possível sintoma e entregando o material informativo, destacando os cuidados que cada um e cada deve tomar”, destacou.

Dona Maria de Lourdes, moradora do Ademário Régis falou dos cuidados que está tomando em casa. “Aqui em casa, todos os cuidados estão sendo tomados. Já coloquei telas nas janelas, uso o repelente e se alguém fica doente, com uma febre estranha, vamos logo pro médico. Acabar com essa doença é um dever de todos não é isso? Então, v amos ajudar”, disse dona Maria.

Monay Santos, diretora da Escola Municipal Reginaldo Claudino de Sales, no Assentamento Dona Antônia, reuniu alunos e pais e fez uma grande mobilização pelas ruas da comunidade junto às equipes da Secretaria de Saúde do Município. “Temos que nos unir para evitar que outras pessoas peguem essa doença que não é nossa. Aqui na escola contamos com o apoio de pais, mães, tios, tias, toda a família, que sempre estão cooperando em nossas atividades. Hoje estamos em caminhada, mas em sala de aula, sempre estamos trabalhando o tema com os alunos para que eles também posam se aprofundar nesta questão”, destacou a diretora.

Durante a atividade, foram distribuídos materiais informativos além de reforçar as medidas que podem ser tomadas para evitar o surgimento de novos casos. O uso de repelente, evitar áreas de matas e rios, principalmente no início da manhã e final da tarde (horários que o mosquito costuma agir e se reproduzir), usar roupas claras, mosquiteiros e evitar o acúmulo de lixo e água parada.

A Secretaria de Saúde do município reforça a todos e todas que, qualquer sintoma suspeito como, febre, calafrios, mal estar, cansaço, fraqueza, dor lombar e dor de cabeça, a pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para que seja feito o teste rápido ou o de gota espessa. O Pronto Atendimento (Policlínica), no Centro de Conde, que funciona 24 horas por dia, também está atendendo casos suspeitos e realizando os testes. Como os sintomas são parecidos com a zika, dengue e chicungunya, é de fundamental importância procurar o serviço de saúde, para que todos os procedimentos necessários sejam realizados.

 

Redação

 

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Trauma de JP atende 96 casos que envolveram queda, no final de semana

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou, durante o fim de semana, 629 atendimentos, sendo 222 foram considerados casos graves ou gravíssimos. Neste…

Oportunidade: PMCG oferta 17 vagas para residência médica

A Secretaria de Saúde de Campina Grande, em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande, lançou edital de seleção para o Programa de Residência Médica do município. São 17…