Por pbagora.com.br

O governador João Azevedo (Cidadania), sancionou nesta sexta-feira (4) uma lei que obriga o uso de máscaras acessíveis por no mínimo 5% dos funcionários de estabelecimentos públicos ou privados, que realizem atendimento presencial, durante o período de pandemia da Covid-19, no Estado da Paraíba. A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). O uso das máscaras é apontada pelas autoridades sanitárias como medida eficaz para evitar a propagação do vírus.

Os estabelecimentos precisarão dispor de no mínimo um funcionário utilizando a máscara acessível, nos casos em que o percentual previsto não atingir um quantitativo maior. Além disso, as máscaras acessíveis dispostas nesta lei devem ser confeccionadas com material transparente, que possibilite a leitura labial por pessoas surdas.

As penalidades serão impostas levando em consideração a quantidade de funcionários do estabelecimento, bem como o descumprimento reiterado da norma. A fiscalização do cumprimento desta lei será de responsabilidade dos órgãos de defesa do consumidor e do Ministério Público, no Estado da Paraíba

Os valores arrecadados com as multas deverão ser revertidos para o investimento de programas estaduais voltados às pessoas com deficiência auditiva.

Redação

Notícias relacionadas

Secretário pede colaboração da população para que não haja “restrição maior”

O secretário de Saúde da Paraíba, médico Geraldo Medeiros ressaltou, durante entrevista ao Programa Correio Debate na tarde desta terça-feira (02) que o governador João Azevêdo não irá se furtar…

Hospital Universitário de JP dá alta a última paciente de Manaus que se tratava da Covid-19

O Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB/Ebserh), de João Pessoa deu alta a última paciente de Manaus que se tratava da Covid-19. A paciente foi internada no HULW-UFPB no dia 7…