A Paraíba o tempo todo  |

Ministro paraibano culpa Pazuello por falta de vacinas para segunda dose

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, culpou o ex-titular da pasta, general Eduardo Pazuello, pela falta de vacinas da CoronaVac nas cidades brasileiras.

No momento, sete capitais estão com a aplicação da segunda dose do imunizante suspensa pelo desfalque.

Segundo Queiroga, a escassez “decorre da aplicação da segunda dose como primeira dose”. Isso porque Pazuello contraindicou as prefeituras a armazenar injeções para garantir a finalização do esquema vacinal.

A ideia do general era ampliar a imunização com a primeira dose “para dobrar a aplicação”. Assim, as prefeituras vacinariam o respectivo público-alvo com carregamentos futuros, ainda não garantidos, o que não é aconselhado por especialistas.

Isso porque problemas acontecem na produção das vacinas, sobretudo no caso da CoronaVac, que depende de matéria-prima vinda do exterior.

O chamado Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) do imunizante vem da China, onde está sediada a Sinovac Biotech, parceira do Instituto Butantan na fabricação.

Só nesta quinta (6), o Instituto Butantan prevê entrega de mais doses da CoronaVac.

Esse carregamento será de 1 milhão de vacinas. Na outra segunda (10/5), o Butantan prevê entrega de mais 2 milhões de ampolas. Nos dias 12 e 14, mais 2,1 milhões de imunizantes. Ou seja, 5,1 milhões de injeções nas próximas duas semanas.

A situação crítica também atinge as prefeituras de Aracaju, Fortaleza, Porto Alegre, Porto Velho, Recife e Rio de Janeiro.

Fonte: O Globo

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe