Por pbagora.com.br

As vítimas de acidentes de trânsito podem ocupar leitos em hospitais que poderiam ser utilizados no tratamento de pessoas infectadas pelo COVID-19. Apenas na primeira semana da crise no Estado da Paraíba, 23 pessoas ficaram feridas em acidentes de trânsito nas rodovias federais

Apesar da redução no fluxo de veículos e pessoas nas rodovias federais da Paraíba desde a última semana em virtude da crise mundial ocasionada pelo novo Coronavírus – COVID-19, é preciso ter atenção redobrada às regras de segurança neste período de crise.

A preocupação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) esta relacionada a ocupação dos leitos de hospitais por vítimas de acidentes de trânsito. Uma vítima de acidente automobilístico poderá ocupar um leito hospitalar em um momento de grave crise na saúde, no qual os hospitais estão cada vez mais ocupados.

Outro aspecto importante é que um paciente que passa por um trauma físico grave em decorrência de acidente de trânsito fica com o sistema imunológico debilitado e mais suscetível a se contaminar com o COVID-19. Também vale destacar que as autoridades médicas orientam que neste momento é importante evitar o deslocamento para hospitais para evitar aglomerações e o consequente risco de contágio.

Apesar da redução no fluxo de veículos registrada na última semana, ainda ocorreram 23 acidentes, com 24 pessoas feridas e 2 mortes no período de 16 a 22 de março, período que iniciou a quarentena na Paraíba. Quando comparado com a semana anterior, quando foram registrados 35 acidentes, 1 morte e 50 feridos, houve uma redução de 35% no número de acidentes e 52% no número de feridos. Porém, ainda são números preocupantes para o atual cenário da saúde brasileira.

Nesse período de emergência mundial na área da saúde, a PRF reforça a necessidade de obediência às regras de segurança no trânsito para que vidas sejam salvas. Dentre as medidas a serem adotadas pelos motoristas, a PRF destaca o respeito à velocidade da via, o uso do cinto de segurança por parte de todos os ocupantes do veículo, não fazer ultrapassagens proibidas, não dirigir utilizando o celular, estar sempre com atenção redobrada ao dirigir, utilizar o capacete em caso de motociclistas e passageiros de moto e jamais dirigir sob feito de álcool. Essas são apenas algumas dicas importantes para evitar acidentes graves.

 

Redação com PRF

Notícias relacionadas

Prefeitura de Campina Grande avança nesta terça na vacinação contra Influenza e Covid

Os professores e idosos a partir de 60 anos são vacinados contra Influenza nesta terça-feira em Campina Grande. Este grupo poderá ser imunizado em um ponto fixo localizado no Centro…

Infectologista alerta para importância da vacinação contra Influenza

Com a campanha de imunização em pleno andamento no Brasil, o médico infectologista e diretor do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, Fernando Chagas, alertou para a importância da vacina…