Por pbagora.com.br

O prefeito Romero Rodrigues (PSD) decidiu suspender vários eventos em Campina Grande por conta do Covid-19 o novo coronavírus. As medidas foram anunciadas, nesta manhã, durante entrevista coletiva, no auditório do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Campina Grande – Ipsem.

Durante trinta dias, atividades no Teatro Municipal Severino Cabral, no miniteatro Paulo Pontes, no Centro Cultural Lourdes Ramalho, na Biblioteca municipal e no Centro de Idosos da Secretaria de Assistencial Social estão paralisadas por conta do coronavírus.

O Maior São João do Mundo está mantido. Para o prefeito, ainda faltam 80 dias para realização da festa e seria prematuro anunciar a suspensão da festa.

A prova de vida anual dos beneficiários do Instituto de Previdência Municipal (Ipsem) também está suspensa pelo prazo de noventa dias.

Romero confirmou que a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, definiu o Hospital Municipal Pedro I como o serviço de referência para o acolhimento dos casos suspeitos de coronavírus. A PMCG também vai buscar outros leitos na rede privada para investigar o vírus.

CLIQUE AQUI E CONFIRA O DECRETO NA ÍNTEGRA

Na ocasião, Romero detalhou uma série de medidas no plano emergencial do município para enfrentar e evitar o vírus. O decreto restringe a realização de eventos que contenham aglomerações de pessoas.

Romero reafirmou que é preciso não criar pânico a respeito do Coronavírus. Ele destacou que é necessário que as pessoas sigam as recomendações de segurança contra o Covid-19, como a higiene regular das mãos, uso de álcool em gel, evitar viagens ao exterior e lugares com aglomeração de pessoas.

– Vamos nos precaver. Precisamos usar os meios que colaboram com a prevenção, como o álcool gel, evitar viagens ao exterior e é recomendado os idosos se retraírem um pouco. Ninguém pode criar pânico de forma antecipada – disse.

Para o prefeito, é preciso agir com cautela, observando o que já está sendo visto em todo o mundo no combate ao vírus. Ele ainda citou que na própria China o problema com o Covid-19 já está em fase decrescente.

O secretário de Saúde do município Felipe Reul  reforçou que mesmo sem apresentar nenhum caso suspeito, o município já iniciou as ações para preparar equipes, estrutura e profissionais e atender aos requisitos de atendimento, encaminhamento, acompanhamento e tratamento dos pacientes.

A Secretaria definiu as áreas de cobertura por bairros da cada unidade para dividir os atendimentos. Um comitê foi formado para acompanhar os casos suspeitos do coronavírus.

Além dessas ações, a Direção de Vigilância em Saúde já iniciou a comunicação dos protocolos de notificação de casos suspeitos em todas as unidades e hospitais, inclusive clínicas particulares.

“Todo esse trabalho é para esclarecer para os profissionais quais são realmente os casos suspeitos e como proceder a partir do registro, porque são situações muito específicas. O paciente precisa apresentar causas combinadas de sintomas e ter visitado algum país considerado área de risco ou ter tido contato com algum visitante desses países para poder ser declarado caso suspeito. Então, o momento é de muita cautela e tranquilidade, mas toda a rede precisa estar preparada”, disse o diretor de vigilância em saúde de Campina Grande, Miguel Dantas

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pesquisa da UFPB reforça crescimento na ocupação de leitos de UTI na Paraíba

Estudo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) aponta que a ocupação dos leitos adultos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na Grande João Pessoa, no Sertão e em todo o…

Covid-19: Paraíba registra 192 casos e 04 óbitos neste domingo

Neste domingo, 22 de novembro, a Paraíba registrou 192 novos casos de Covid-19 e 04 óbitos confirmados desde a última atualização, 02 deles nas últimas 24h. Até o momento, 142.457…