Por pbagora.com.br

Unidade tem problemas estruturais, mofo, infiltração e o consultório não possui condições mínimas para atendimento digno à população

O Departamento de Fiscalização do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente, na tarde desta quarta-feira (19), a Unidade de Saúde da Família Piquete, localizada no município de Caaporã. Durante a vistoria, realizada após denúncias, foi identificado que o local é insalubre para o exercício da Medicina e não oferece condições para o atendimento digno para a população.

“Além da estrutura física deteriorada, com mofos, infiltrações e riscos estruturais, verificamos que o consultório médico foi alocado para copa da unidade. O médico atende no mesmo ambiente em que há fogão, geladeira e não dispõe de privacidade e nem estrutura mínima para consulta”, destacou o diretor de Fiscalização do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza.

A interdição ética do CRM-PB já está em vigor e proíbe que os médicos prestem seus serviços no local, até que se tenha condições de oferecer uma assistência adequada à população e se tenha segurança para o ato médico.

 

Da Redação com CRM-PB

Notícias relacionadas

CG dedica sábado para vacinar ‘retardatários’, no Parque do Povo

Após a conclusão da vacinação dos profissionais da educação e do início da imunização de pessoas sem comorbidades a partir de 58 anos de idade, a Secretaria de Saúde de…

Vacinação em JP é novamente adiada por conta de concurso

A Prefeitura de João Pessoa suspendeu a vacinação contra a Covid-19 durante esse fim de semana em decorrência da realização do concurso público municipal na área administrativa, que será realizado…