A Paraíba se destaca por ser um dos estados que mais testa para coronavírus no Brasil. Até o momento, 32.702 testes já foram aplicados nas metodologias de teste rápido e RTPCR (método SWAB). Esses dados colocam a Paraíba em sexto lugar entre os entes federativos que mais testam a população.

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) já adquiriu 310 mil testes rápidos, além de ter recebido 103 mil do Ministério da Saúde. De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, 109.265 testes já foram distribuídos para os 223 municípios. “Esses testes são distribuídos à medida que os municípios realizam e notificam a testagem. Lembramos que é preciso respeitar os critérios e testar a população que atende a janela imunológica, ou seja, que estão no 10º dia do início dos sintomas gripais”, pontua.

A secretária executiva de Saúde da Paraíba, Renata Nóbrega, afirma que cada município adotou uma estratégia de testagem e definiu os locais para a realização. “Reforçamos a importância da testagem rápida junto ao esforço de cada município na alimentação dos dados nos sistemas oficiais de notificação para que possamos ter o real retrato do tamanho da pandemia por toda a Paraíba”, destaca.

Em primeiro lugar em número de testagens está o Estado do Ceará, com 85.142 (dados atualizados em 22 de maio) e, em segundo lugar, o estado de Pernambuco, com 46.307, atualização em 25 de maio.

Testes – Para diagnóstico do novo coronavírus, podem ser realizados em duas modalidades: testes no método PCR, que é a metodologia padrão ouro para diagnóstico do Covid-19 e é feito por meio da coleta da secreção do nariz e da garganta, do terceiro ao sétimo dia dos sintomas; ou testes rápidos, que são qualitativos para triagem e auxílio diagnóstico, porém apresentam limitações e a principal delas é que precisa ser realizado, de forma geral, a partir do 8º (oitavo) dia do início dos sintomas.

Informações sobre locais de testagem, confira o link: https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/arquivos/testesCOVID_19_002.pdf

 

Redação com Secom/PB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

FAKE OU FATO? Veja o que se sabe sobre a pneumonia ‘desconhecida’ do Cazaquistão

Não há dúvida de que sobretudo nos dias atuais, as informações estão se disseminando cada dia mais rápido e podem tomar proporções jamais imaginadas. Através das telas de celulares e…

Comissão da ALPB aprova abertura do Hospital das Clínicas de CG

A Comissão de Administração, Serviço Público e Segurança aprovou, durante reunião remota nesta sexta-feira (10), a Medida Provisória 292/2020, que cria o Hospital das Clínicas de Campina Grande (HCCG). A…