Os ônibus do sistema de transporte coletivo de Campina Grande pararam de circular, na tarde deste sábado, 04 e só voltarão na próxima segunda-feira. De acordo com o superintendente da STTP, Félix Neto, a decisão de interromper a circulação da frota, nos finais de semana, foi tomada na tarde da última sexta-feira, 03, após uma reunião do prefeito Romero Rodrigues, com a direção do Sindicato das Empresas de Transporte Público de Campina Grande – Sitrans. No entanto, apenas 30% dos ônibus atenderão à população, durante a semana.

Segundo Félix Neto, a prioridade para atendimento no sistema de transporte coletivo são as pessoas que precisam se locomover de casa para o trabalho. Ele voltou a demonstrar preocupação com o grande número de idosos utilizando o transporte coletivo diariamente. Na última semana, a média foi de três mil idosos circulando n cidade, por meio dos ônibus urbanos.

Inicialmente, o Sitrans pretendia retirar definitivamente toda a frota de circulação, mas atendeu ao apelo do prefeito Romero Rodrigues, que intercedeu em nome da população que depende exclusivamente do transporte coletivo para ir ao trabalho, com destaque os profissionais de saúde. Com queixas sobre o impacto extremamente negativo nas receitas das empresas, por conta das medidas de isolamento social, adotadas em Campina Grande, há praticamente duas semanas, o presidente do Sitrans, Alberto Pereira Nascimento, destacou o esforço que o setor vai fazer, mas alertou para o iminente colapso no transporte público da cidade.

O superintendente Félix Neto, do Trânsito e Transporte Público de Campina Grande, ressaltou a importância do gesto do segmento neste momento de grave pandemia, ressaltando, contudo, que as medidas restritivas adotadas pelo prefeito Romero Rodrigues e mantidas até o próximo dia 13 na cidade – e que têm reflexos diretos na economia interna das empresas de ônibus – têm um elevado grau de importância na preservação da saúde e vida das pessoas.

De acordo com o superintendente Félix Neto, a frota atual foi mantida até as 13hs deste sábado 04. Já a partir da próxima segunda-feira, apenas 30% estarão nas ruas. “A paralisação, que aconteceria já a partir deste sábado o dia inteiro, ocorrerá só a partir das 13h e no domingo não haverá circulação de ônibus”, disse o dirigente da STTP, informando ainda que na próxima semana estará dialogando com o Sitrans para estabelecer, nos finais de semana, atendimento especifico do transporte aos hospitais.

 

Redação com Secom/PB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB tem 3ª maior taxa de cumprimento do distanciamento social no Nordeste

Uma pesquisa coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), mostra que a Paraíba tem a terceira maior taxa de população que cumpre medidas de distanciamento social durante a pandemia de…

HU de Campina Grande comemora primeiras altas de pacientes com Covid-19

O Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e vinculado à Rede Ebserh, teve suas primeiras altas de pacientes com Covid-19. As duas mulheres, uma…