Por pbagora.com.br

A OMS (Organização Mundial de Saúde) autorizou nesta terça-feira, dia 1º, o uso emergencial da CoronaVac, da empresa chinesa Sinovac e que no Brasil é produzida pelo Instituto Butantan.

Agora, a vacina pode ser distribuída pelo Covax Facility, consórcio liderado pela organização para garantir o acesso dos países mais pobres aos imunizantes contra a Covid. Com isso a a esperança da OMS é de que o mecanismo de distribuição de doses ganhe um novo impulso.

A expectativa era de que o processo de revisão fosse concluído no mês de abril, porém os técnicos da agência pediram maiores informações no caso do imunizante usado no Brasil, o que acabou atrasando o processo de autorização.

Nesta terça a OMS informou que a Coronavac atende aos padrões internacionais de segurança, eficácia e de fabricação” e que “seus requisitos de armazenamento fáceis a tornam muito gerenciável e particularmente adequada para cenários de poucos recursos“.

PB Agora

Notícias relacionadas

Paraíba regista 2.111 novos casos de covid-19 em 24h e 100 internações em unidades de referência neste sábado

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, neste sábado (12), 2.111 novos casos de Covid-19, em 24 horas. Entre os confirmados hoje, 66 (3,12%) são casos de pacientes hospitalizados…