Por pbagora.com.br

 

Todos os hospitais e clínicas do Brasil terão que disponibilizar preparações alcoólicas para higienizar as mãos dos profissionais da saúde. Essa é a proposta de uma resolução elaborada pela Agência Nacional de Vigilância (Anvisa) que está disponível para consulta pública até o dia 30 de agosto.

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) lembra que toda população, em especial os setores ligados à saúde, pode enviar sugestões e propostas à Anvisa sobre a nova resolução.

A resolução também estabelece como as formulações alcoólicas devem estar disponíveis para os profissionais: nas formas gel, líquida, espuma ou outras. A intenção é aumentar a adesão dos profissionais de saúde ao procedimento de higienização das mãos. Os serviços de saúde terão 180 dias para se adaptarem às novas exigências.

A preparação alcoólica para as mãos deverá ser colocada nos pontos de assistência e tratamento, salas de triagem, salas de pronto atendimento e unidades de urgência e emergência. Além disso, o produto deverá ser disponibilizado em ambulatórios, clínicas e consultórios de serviços de saúde, serviços de atendimento móvel e nos locais em que são realizados quaisquer procedimentos invasivos.

De acordo com estimativa da Anvisa, no Brasil, a adesão dos profissionais (médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e outros) à higiene das mãos é de aproximadamente 40%, uma taxa considerada baixa.

A diretora técnica de Estabelecimentos e Práticas de Saúde e Saúde do Trabalhador, da Agevisa, Fátima Arnaud, destacou que é importante a contribuição da população para a formulação da resolução, tendo em vista que se trata de questões que envolvem a saúde de todas as pessoas.

“Todos devem procurar conhecer o que diz a resolução e, se tiver sugestões, encaminhá-las para melhorar a proposta. A Agevisa está preocupada com a qualidade da saúde da população e trabalha no sentido de fazer cumprir as determinações que busquem aprimorar as práticas na saúde”, disse.

Contribuições

As sugestões de mudança ou acréscimo na resolução da Anvisa deverão ser encaminhadas por escrito para o endereço da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – SIA, Trecho 5, Área Especial 57, Lote 200 – Bloco D – 2º andar, Brasília/DF, CEP 71205-050, por fax (61) 3462-4014 ou para o email: ggtes@anvisa.gov.br.

Da Secom-PB
 

Notícias relacionadas

Vacinação contra Covid-19 em Campina Grande segue nesta terça

A vacinação contra Covid-19 em Campina Grande segue nesta terça (20) para idosos com 60 anos. De acordo com a Secretaria de Saúde, a imunização pode ser feita na Pirâmide…

Vacinação contra a Covid-19 em João Pessoa segue nesta terça-feira em 14 locais

A vacinação contra a Covid-19 em João Pessoa segue nesta terça-feira (20) em 14 locais. em mais dez ginásios da cidade e mais quatro pontos do modelo drive thru. As…