Por pbagora.com.br

A possibilidade de os usuários de plano de saúde particular poderem mudar de operadora sem precisar cumprir novo período de carência, a chamada portabilidade, entrará em vigor na próxima quarta-feira em todo o Brasil. A medida, válida para planos individuais e familiares, foi regulamentada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) por meio de resolução normativa, publicada em janeiro.

Segundo a agência reguladora, carência é o período ininterrupto, contado a partir do início do contrato entre usuário e a operadora, em que as mensalidades são pagas, mas a pessoa ainda não tem acesso a determinadas coberturas, como cirurgias ou parto, por exemplo.

Para exercer a portabilidade de carência o usuário deve cumprir alguns requisitos, como estar em dia com as mensalidades, ter contrato há pelo menos dois anos com a operadora atual (três anos, caso tenha sido diagnosticado com doença preexistente durante o contrato) e ter plano de saúde contratado a partir de 1º de janeiro de 1999 ou adaptado à lei nº. 9.656, de 3 de junho de 1998.

Além disso, o usuário só pode migrar com portabilidade de carência se escolher um plano equivalente ou inferior ao que possui atualmente na nova operadora.

JB OnLine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Secretaria de Saúde da PB confirma recebimento da vacina de Oxford

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) confirmou a chegada de 36 mil doses da vacina de Oxford neste domingo (24), às 11h, no Aeroporto Castro Pinto. Ainda de acordo…

Brasil tem mais de 8,8 milhões de casos de Covid-19 e 606 mortes foram registradas em 24 horas

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h deste…