Por pbagora.com.br

Os médicos do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), em João Pessoa e do Hospital Regional de Mamanguape decidiram permanecer nos postos que ocupam até o dia 3 de janeiro. Eles estão com contratos celetistas encerrados desde ontem, após o término do vínculo com o antigo regime de gestão pactuada com organização social.

Conforme o sindicato, a permanência até o dia 3 se dá “para que a sociedade paraibana não seja vítima dessa situação”.

PB Agora

Notícias relacionadas

JP: idosos a partir de 84 anos começam a ser vacinados nesta 2ª

Os idosos a partir de 84 anos começam a ser vacinados nesta segunda-feira (1º), em João Pessoa. A vacinação acontece por meio do sistema drive thru em dois pontos da…

JP: corpo de homem é encontrado boiando na praia de Cabo Branco

O corpo de um homem, aparentemente com 50 anos, foi encontrado boiando na praia do Cabo Branco, em João Pessoa na manhã desta segunda-feira (1º). Uma ambulância do Samu chegou…