Em meio não só a crise causada pelo coronavírus, mas também dentro do governo federal por conta de supostas divergências entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde Henrique Mandetta, as informações de bastidores dão conta de que este último não deve permanecer à frente da pasta por muito tempo.

O próprio ministro diz acreditar que só ficará no posto até esta quinta ou no máximo esta sexta-feira, dia 17.

Diante desse imbróglio que afeta inclusive a condução do combate ao novo coronavírus no país, a médica paraibana Maria Inez Pordeus Gadelha está sendo cotada para assumir o Ministério da Saúde no lugar de Mandetta. É o que informa uma matéria publicada nessa quarta-feira (15) pela Folha de S. Paulo.

A oncologista, que é natural de Sousa, no Sertão da Paraíba, atua na Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério e, de acordo com a matéria, conta com o apoio da bancada federal da Saúde.

Ainda de acordo com a reportagem, em contrapartida o médico Otávio Berwanger tem a simpatia de Jair Bolsonaro.

O nome do secretário-executivo da Saúde, João Gabbardo, também foi cotado, mas ele já afirmou que deixa o cargo caso Mandetta seja exonerado.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Psicólogo revela ao PB Agora dicas importantes para manter a saúde mental em tempo de pandemia do coronavírus

Um divisor de água na história da humanidade. Há pouco mais de dois meses o mundo foi surpreendido  pelo novo coronavírus. Desde que a Organização Mundial de Saúde (OSM), declarou…

Cartaxo: “Medidas rígidas criam condições seguras para retomar economia”

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, fez um novo pronunciamento, nas redes sociais na tarde deste domingo (31), no qual afirma que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP)…