Para o oncologista paraibano Uirá Coury a poluição das águas, bem como o estilo de vida, podem influenciar no surgimento de câncer. “O tabagismo, o hábito de ingerir bebidas alcoólicas, o estresse, sedentarismo, o aumento do índice de obesidade são fatores pré-disponentes para o desencadeamento do câncer. Além disso, metais pesados na água, o amianto, que foi inclusive proibido de ser utilizado na fabricação de canos, também fazem parte das causas do câncer”, disse.

 

Em São João do Cariri, município, este onde a população acredita que a multiplicação da doença está ligada à radiação das antenas de telefonia, cientificamente não confirmado, destaca o oncologista. “Ainda faltam dados para que possamos afirmar que essa radiação eletromagnética de celulares possa causar câncer em humanos”, explicou.

 

A equipe de reportagem entrou em contato com a ouvidoria da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para saber se a suspeita da população de São João do Cariri tem algum respaldo, no entanto, até o fechamento desta matéria, não obtivemos respostas.

 

 

Redação

Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba é o estado que mais cresce em número de transplantes em 2019

Mais um transplante multiórgãos acontece, nesta segunda-feira (14), na Paraíba, totalizando três pessoas que realizaram doação de vários órgãos em menos de uma semana. São, ao todo, quatro rins, três…