A Paraíba o tempo todo  |

Secretário Fábio Rocha diz que vai negociar decreto mais flexível

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Com a proximidade do fim do atual decreto estadual com medidas restritivas para a Paraíba, com termino para o dia 18 de junho, o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, concedeu entrevista nesta quarta-feira (16), onde, destacou que, a prefeitura de João Pessoa vai tentar adotar medidas mais flexíveis do que disciplinam o Plano Novo Normal, já que disse que a situação da capital não é para ‘bandeira laranja’.

“Como o prefeito, está virando um expert em vacinação, estamos com as equipes prontas para continuar vacinando, com a chegada de novas doses. De pendendo do quantitativo faremos a vacinação com pessoas de 48 anos ou mais, mas a previsão é que continuemos com 50 porque é um grupo muito grande” disse o secretário destacando que a PMJP está rastreando a origem da nova variante Alpha da Covid, que chegou a capital, num jovem de 19 anos.

“A partir de amanhã (17) vamos, em parceria com a prefeitura de Bayeux fazer a testagem das pessoas no Aeroporto Castro Pinto e isso será feito de amanhã, até o final do mês”, comentou Fábio, afirmando também que a nível mundial a carência de vacinas se dá por interesse de uma indústria farmacêutica que cobra bilhões, dos governos pelas doses e que enquanto não chega em massa as vacinas a maior segurança da população se dá pelo uso de máscaras.

A nova avaliação do Plano Novo Normal da Paraíba divulgada no sábado (12) manteve não apenas João Pessoa, como toda a região em restrição laranja, que exige mobilidade bem restrita. Fábio Rocha, no entanto, disse que tem índices que mostram o contrário e vai levar esses dados para tentar junto à equipe do governo negociar que o decreto municipal seja mais adequado à realidade da capital.

“Estamos com a ocupação hospitalar abaixo de 70%, baixa demanda nas UPAS, e o RT menor que 1,00”, pontuou o secretário.

Na classificação do Novo Normal, João Pessoa aparece com 76% de taxa de ocupação e não há informações sobre o índice de transmissibilidade da Covid-19, o chamado RT.

De todo modo, essa tentativa de diálogo pode impedir nova batalha judicial como a travada no decreto municipal atualmente em vigor que, após recursos no Tribunal de Justiça da Paraíba, acabou com parte de vitória para o estado, que conseguiu manter o horários de bares e restaurantes até às 16h, e parte para o município, que conseguiu manter as academias de ginásticas abertas durante a semana. Dia 19, sábado, começam a valer novas normas (ou as mesmas) para os 15 dias subsequentes. O momento é de esperar o posicionamento dos gestores para as festas juninas.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe