A Paraíba o tempo todo  |

Médico fala dos impactos das comorbidades para a covid e alerta: “Jovens não estão se conscientizando”

Você conhece a relação entre o envelhecimento e a covid-19? Algumas pessoas têm maior risco de desenvolvimento da forma grave da doença, a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA) — são os chamados grupos de risco da covid-19. Os idosos, por exemplo, fazem parte dele. Em entrevista o geriatra Arnaldo Viegas, explica os motivos pelos quais os idosos são vulneráveis ao coronavírus da mesma forma que a todas as doenças infecciosas.

“Certamente, os idosos têm mais comorbidades. Geralmente tem hipertensão, já tem diabetes, outras doenças, sequelas de AVC e outras comorbidades, além de ter uma defesa imunológica mais combalida. Então, tudo isso faz com que depois dos 60, 70 anos e quanto maior a idade, maiores são os riscos de ter complicações pelo coronavírus. Muitos jovens não estão se conscientizando: saem pra balada sem máscara, vão à praia e depois de beber já não usa mais a máscara. E chegam em casa! O que está acontecendo é que a maioria dos idosos pega o vírus com os próprios netos, filhos que saem e não se preocupam. Pensam que são jovens e não vão morrer, mas o número de jovens que estão se internando e morrendo já é bastante assustador também”, revela o geriatra, destacando que entre as comorbidades mais frequentes estão a diabetes, hipertensão e, em alguns casos, o mal de Alzheimer e de Parkinson, as sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC), doenças cardíacas.

O QUE SÃO COMORBIDADES?
A palavra comorbidade é formada por dois termos que, unidos, explicam o seu significado: “co” (junto, união) e morbidade (conjunto de causas capazes de produzir uma doença). Ou seja, as comorbidades são o conjunto de doenças que uma pessoa apresenta em determinado momento.

O problema é que os portadores de comorbidades podem não saber que possuem a doença, visto que podem viver muitos anos sem apresentar sintomas (paciente assintomático). Qualquer pessoa, de qualquer idade, pode ter diversas comorbidades, mas pelo tempo de vida acabam sendo mais comuns nos idosos!

Redação

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe