O Governo do Estado divulgou nesta sexta-feira (8) o resultado final da chamada pública de médicos residentes para trabalhar diretamente no combate ao coronavírus (Covid-19). São seis profissionais aprovados e quatro classificados em programas de residência médica nas seguintes áreas: clínica médica, ginecologia e obstetrícia, medicina intensiva e pediatria. A lista foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

A carga horária é de 24 horas semanais em formatos de plantões, sendo a remuneração por plantão de 12h de R$ 1,8 mil. Os profissionais residentes selecionados vão trabalhar inicialmente no Hospital Solidário ou Hospital de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga e serão convocados de acordo com a necessidade da Secretaria de Estado da Saúde e diante do caráter da urgência da pandemia. Inicialmente o contrato previsto é de 90 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período a contar da data de assinatura do contrato.

Ainda de acordo com o edital, os selecionados podem, de acordo com a necessidade, serem realocados para os demais serviços de referência de enfrentamento à crise que pertençam à rede estadual de saúde. A função a ser exercida é de médico, com carga horária a ser cumprida de forma que não complemente os programa de residência.
Inicialmente o contrato previsto é de 90 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período a contar da data de assinatura do contrato.

Redação

Deixe seu Comentário