A Paraíba o tempo todo  |

Deputados chamam atenção para avanço de casos de Covid na PB

O novo avanço de casos da Covid no Estado tem preocupado os deputados da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Os parlamentares aproveitaram o Pequeno Expediente da sessão desta terça-feira (01) para reforçar a importância permanente das medidas de prevenção à transmissão e alertar para a superlotação dos leitos para tratamento da doença e, até, para outras enfermidadesdestaque centr.

Para o deputado Júnior Araújo, o momento não é de relaxamento. “Estamos passando por momentos muito difíceis, especialmente no Sertão da paraíba. O hospital Regional de Cajazeiras, por exemplo, já está sem leito. O momento é de mobilização para acentuar as ações de combate à Covid-19”, defendeu o deputado.

Em seguida, o deputado Raniery Paulino chamou atenção para as consequências da pandemia, especialmente no agravamento da desigualdade social. “Não podemos ser indiferentes a essas situações. Por isso, aproveito para agradecer pela licitação de restauração dos restaurantes populares de Guarabira e outros da Paraíba. Amanhã, também haverá o lançamento do programa Prato Cheio em Guarabira. São ações importantes para diminuir a desigualdade na cidade, em meio a essa pandemia”, detalhou Raniery Paulino.

Para Hervázio Maia, além de ações sociais, é primordial que as vacinas cheguem à Paraíba. “Em Serrana, no estado de São Paulo, os óbitos caíram em 95% após a vacina em massa. Aguardamos que isso seja feito na cidade de Sousa”, disse.

O deputado Buba Germano também manifestou preocupação com a ocupação de leitos hospitalares. “Na virada do mês, a Paraíba fechou com 330.965 casos de covid. Houve um acréscimo, no mês de maio, de 67 mil casos, boa parte deles interiorizado. O que chama atenção é que há uma redução no número de óbitos, mas, ampliando, assustadoramente no número de casos, principalmente entre os jovens, que precisam de atendimento hospitalar. Estamos aqui para auxiliar o governo nas tomadas de decisão e ações de enfrentamento à Covid, mas é necessário que a população também se engaje nesse processo”, complementou Buba Germano.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a ocupação dos leitos de UTI na Paraíba é de 81%. Entretanto, no sertão, 95% dos leitos de UTI estão ocupados, nível considerado preocupante. Na região metropolitana de João Pessoa, 79% dos leitos de UTI para adultos estão ocupados. Em Campina Grande, o mesmo setor tem taxa de 88%.

Até essa terça-feira (31), a Paraíba contabilizava 320.965 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus e 7.672 mortes em decorrência da doença. Todos os 223 municípios paraibanos já registraram casos da doença e 218 cidades registraram óbitos.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe