Por pbagora.com.br
Foto: Bruno Concha/Secom

Um estudo preliminar da Universidade de São Paulo (USP) encontrou bons resultados no uso do anti-inflamatório colchicina, usado no tratamento da gota, na recuperação de pacientes graves de covid-19.

De acordo com a pesquisa, os pacientes que usaram o medicamento se recuperaram mais rapidamente do que aqueles que não usaram. Eles ficaram livres da aplicação de oxigênio três dias antes dos outros e puderam voltar para casa mais cedo.

Além de ajudar na recuperação dos pacientes, a liberação mais rápida pode gerar economia aos cofres públicos, já que o medicamento tem custo muito menor do que um dia de internação.

O teste inicial foi feito com 38 pacientes. Agora, a pesquisa deve ampliar os testes para voluntários para verificar se os resultados vão se repetir em maior escala.

Mas os pesquisadores avisam que o medicamento teve eficácia para diminuir o tempo de hospitalização de casos graves e não serve para a prevenção nem para tratar sintomas leves da doença. Se usado na dose errada, o medicamento pode causar problemas sérios

PB Agora com Brasil 61

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB completa seis meses desde 1º caso de Covid-19

A Paraíba completa, nesta sexta-feira (18), seis meses desde que o primeiro caso de Covid-19 foi confirmado no estado e os dados mostram que o estado chegou ao topo da…

Paraíba registra mais 11 óbitos por covid-19, sendo 3 nas últimas 24h

Neste sábado (19), o boletim boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostra que a Paraíba registrou 11 óbitos por covid-19 confirmados desde a última atualização, sendo…