A Paraíba o tempo todo  |

Coronavírus impõe perdas a classe médica; na PB, 15 já morreram e quase 700 foram infectados

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Ontem (18), foi comemorado o Dia do Médico, em uma referência ao Dia de São Lucas, conhecido como ‘Santo Padroeiro da Medicina’. Ao falar sobre a data, o diretor do Sindicato dos Médicos do Estado da Paraíba, Tarcísio Campos disse que data acontece neste ano, num momento diferenciado, pois mais de 680 médicos já foram infectados pelo novo coronavírus e mais de 15 morreram só no Estado.

“Sem contar nas sequelas psicológicas que ficarão. Podemos perceber o quanto nossa profissão é de risco, estressante, com plantões diurnos e noturnos, muitas vezes seguidos de até 48h e muitas vezes em condições insalubres, agravadas pela pandemia, com a pressão psicológica de não conseguir vencer a batalha entre a vida e a morte”, disse Tarcísio Campos.

Segundo o CRM-PB, do total de médicos ativos na Paraíba, 51,5% são homens e 48,5% são mulheres. E, cerca de 60% dos médicos têm especialidade registrada no Conselho Regional.

“O percentual de médicos especialistas da Paraíba é semelhante à média nacional. Em 2018, o estudo Demografia Médica, produzido pelo CFM, revelou que 62,5% dos médicos brasileiros tinham o título do especialista”, completou o CRM Estadual, Roberto Magliano.

 

 

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe