O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na companhia de outros ministros, se reuniu no início de abril, com o embaixador norte-americano, Todd Chapman, para unir esforços nas áreas de tecnologia, assistência e produção de insumos e equipamentos.

Um dos pontos tratados no encontro foi a capacidade brasileira de produzir máscaras N95, utilizada por profissionais da linha de frente de combate a Covid-19.

Segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o Brasil tem capacidade de fabricar o produto, mas depende da matéria-prima de outros países para a produção.

“A gente trabalha alguma coisa conjunta para ver se consegue a ampliação da produção pelas nossas fábricas, trazendo matéria prima. Como é o caso das máscaras N95, que eles têm muita carência lá e nós temos muita carência aqui. Então, a gente deve trabalhar essas coisas.”

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também sinalizou que pode haver parceria na área de vacinas.

“Temos algumas vacinas, algumas teses de vacina que são, também, do interesse deles e outras deles que são de interesse nosso. Vou conversar com o presidente Rodrigo Maia (Câmara dos Deputados) e o presidente Davi Alcolumbre (Senado) para que a gente possa também fazer aqui no nosso país os testes de vacina, dentro, logicamente, da ética, do que é correto.”

O Ministério da Saúde anunciou, como parte das medidas de transparência do Governo durante a crise do coronavírus, a criação de um portal onde é possível acompanhar todas as ações e esforços da pasta. Estão disponíveis informações como a quantidade de leitos e insumos distribuídos para cada estado.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Navio internacional isolado no Porto de Cabedelo, PB, tem 12 tripulantes com Covid-19

O navio Stena Premium, que está atracado no porto de Cabedelo, está com 12 tripulantes infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde de Cabedelo…

HU de Campina Grande comemora primeiras altas de pacientes com Covid-19

O Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e vinculado à Rede Ebserh, teve suas primeiras altas de pacientes com Covid-19. As duas mulheres, uma…