Por pbagora.com.br

O secretário executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, esclareceu a população sobre os eventuais prejuízos de não se tomar a 2ª dose da CoronaVac nos 28 dias previstos na bula.

“Quando eventualmente atrasamos um pouco as vacinas da nossa carteira de vacinação, outras vacinas, ou atrasamos doses de algum medicamento nós não perdemos o efeito que recebemos dele. Essa imunização será apenas atrasada para um pouco mais adiante”, afirmou.

O esclarecimento do secretário vem após o atraso na aplicação da segunda dose em milhares de paraibanos pela falta da chegada de lotes da CoronaVac. Os problemas motivaram o Ministério Público da Paraíba (MPPB) a sentar com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e determinar a prioridade da aplicação da segunda dose da vacina. Além disso, em ação conjunta ao Ministério Público Federal (MPF), acionou a Justiça Federal para obrigar o Governo Federal a mandar doses da CoronaVac com celeridade.

“É por isso mesmo que nós seguimos trabalhando para que você possa receber a segunda dose o mais próximo possível dos 28 dias. Novas doses chegando ainda nesta semana e outras doses de CoronaVac complementares chegando ainda na próxima. Você deve seguir tranquilo e pronto para seguir se vacinando”, completou.

 

Da Redação

Notícias relacionadas

João assegura parceria com a prefeitura de Stª Rita para expandir serviços de saúde

O governador João Azevêdo realizou, nesta terça-feira (11), uma visita técnica às obras de construção do Hospital Infantil do município de Santa Rita, juntamente com o prefeito Emerson Panta. O…

Vacinação contra a covid-19 em grávidas da PB segue sendo realizada com a Pfizer

Após a Anvisa recomendar que a vacinação de grávidas e puérperas contra a Covid-19 não seja mais realizada com o imunizante da Aztrazeneca , o secretário de Saúde da Paraíba,…